Salário médio pago pela indústria em 2004 tem maior alta dos últimos dez anos

De acordo com o IBGE, a elevação do período chega a 6,9%; Rio de Janeiro é o estado com o maior aumento real

SÃO PAULO – Os salários pagos pela indústria brasileira bateram recorde em 2004. Com alta real de 6,9% no acumulado do ano, na comparação com 2003, o indicador registrou a elevação mais expressiva da última década, de acordo com a Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (17).

No mês de dezembro, o valor da folha de pagamento do setor também subiu em relação a igual período do ano anterior. Neste caso, a expansão chega a 4,2%.

Em contrapartida, no confronto entre dezembro e novembro, houve redução de 0,6% nos salários da indústria, o que representa a terceira queda seguida nesta base comparativa. Vale lembrar que todas estas variações levam em conta os efeitos da inflação medida pelo IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo).

Rio de Janeiro se destaca

PUBLICIDADE

De acordo com a pesquisa do IBGE, todos os locais analisados registraram aumento em sua folha média real de pagamentos no ano passado, em relação a 2003. A elevação mais expressiva aconteceu no Rio de Janeiro (10,8%), que foi seguido por Espírito Santo (9,3%), São Paulo (7,9%) e Minas Gerais (7,9%).

No ano passado, os salários reais cresceram em 15 das 18 atividades industriais observadas pelo estudo, com destaque para Máquinas e equipamentos (12,5%) e Indústrias extrativas (9,6%).

Segundo o documento divulgado pelo IBGE, esta expansão quase generalizada dos valores pagos pela indústria brasileira é conseqüência direta do bom desempenho da produção do setor, da abertura mais intensa de vagas de trabalho e do aumento das horas pagas.