Salários

Salário médio de admissão sobe para R$ 1.079,92 no País

Entre os estados, o índice apresentou com variações que oscilam entre 0,23% em Alagoas e 12,38% no Acre

SÃO PAULO – O salário médio dos admitidos registrou aumento de 1,71% entre janeiro e março de 2013, em comparação com o mesmo período do ano anterior, passando de R$ 1.061,71 para R$ 1.079,92, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

Entre os estados, o índice apresentou com variações que oscilam entre 0,23% em Alagoas a 12,38% no Acre. Na análise entre os maiores salários médios ao contratar um profissional, São Paulo lidera o ranking, com R$ 1.230,47.

Em seguida, aparecem Rio de Janeiro, com R$ 1.215, Distrito Federal, com R$ 1.139,23, e Acre, com R$ 1.050,92. Em contrapartida, os estados que apresentaram os menores valores foram Rio Grande do Norte (R$ 853,66), Paraíba (R$ 848,55) e Piauí (R$ 842,05).

PUBLICIDADE

Gênero
Entre os sexos, a pesquisa aponta que o salário médio das mulheres admitidas, nos primeiros três meses do ano, é menor do que dos homens: R$ 983,64 contra R$ 1.137,53. O crescimento real do salário médio pelos homens foi de 1,84%, ante um aumento mais favorável às mulheres, de 1,73%.

Em relação à escolaridade, os que cursaram o Ensino Superior Completo receberam, em média, R$ 2.539,19, enquanto os que tinham Ensino Superior Incompleto recebiam R$ 1.250,83. Aqueles que estudaram o Ensino Médio Completo, o valor chegou a R$ 986,52, e para aqueles que não completaram o Ensino Médio, o salário inicial é de R$ 856,28.

Os menores valores foram verificados pelos profissionais analfabetos, com R$ 832,07, por aqueles que cursaram até o 5º ano Incompleto do Ensino Fundamental, R$ 893,01, e do 6º ao 9º ano Incompleto do Ensino Fundamental, com R$ 910,88.