Salário médio de admissão foi de R$ 939 em setembro

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, desde janeiro o valor acumula alta de 6,16%, frente aos primeiros nove meses do ano passado

SÃO PAULO – O salário médio dos admitidos, em setembro, foi de R$ 939,90. Desde janeiro, o valor acumula alta de 6,16%, frente aos primeiros nove meses do ano passado. É o que revela os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta terça-feira (18) pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

Na análise entre os estados, São Paulo registra o maior salário médio ao contratar um profissional, com R$ 1.079,61. Em seguida aparecem o Rio de Janeiro, com R$ 1.050,72, e Distrito Federal, com R$ 973,21.

Em contrapartida, os estados que apresentaram os menores valores foram Paraíba (R$ 698,77), Alagoas (R$ 721,23) e Rio Grande do Norte (R$ 724).

PUBLICIDADE

Por região, o destaque é o Sudeste, cujo valor chega a R$ 1.012,48. Em seguida aparecem o Sul (R$ 897,09), Centro-Oeste (R$ 854,89), Norte (R$ 842,17) e Nordeste (R$ 796,36).

Gênero
Na análise entre os sexos, nota-se que o salário médio das mulheres admitidas, em setembro, era menor do que dos homens: R$ 846,18 contra R$ 992,21.

De acordo com o levantamento, no acumulado do ano, o salário médio de admissão registra expansão de 7,28%, no confronto com o mesmo período do ano passado. Já as mulheres tiveram alta de 4,39%, na mesma base comparativa.

Em relação à escolaridade, os que cursaram o Ensino Superior Completo receberam, em média, R$ 2.540,76, enquanto os que tinham Ensino Superior Incompleto recebiam R$ 1.192,40.

Entre os que estudaram o Ensino Médio Completo, o valor chegou a R$ 862,93. Para aqueles que não complementaram o Ensino Médio o salário inicial era de R$ 749,66. 

Os menores valores foram registrados pelos profissionais que são analfabetos (R$ 674,65), por aqueles que cursaram até o 5º ano Incompleto do Ensino Fundamental (R$ 752,57), até o 5º ano Completo do Ensino Fundamental (R$ 784,82) e do 6º ao 9º ano Incompleto do Ensino Fundamental (R$ 783,28).