Salário de CFO no Brasil é de cerca de R$ 24 mil mensais, revela pesquisa

Já os salários de Diretor de Marketing e Gerente de Incorporação é de R$ 23,5 mil e R$ 14 mil, respectivamente

SÃO PAULO – Um levantamento realizado pela Michael Page revelou os salários dos executivos mais demandados pelas empresas no ano passado. Em primeiro lugar está o CFO (Chief Financial Officer)/Controller, que foi procurado principalmente pelas empresas do setor financeiro. Estes executivos ganham, em média, R$ 24,5 mil por mês.

Em seguida aparecem Diretor de Marketing e Gerente de Incorporação, com R$ 23,5 mil e R$ 14 mil, respectivamente. O menor salário foi apresentado por Coordenador Contábil, com R$ 9 mil mensais. Conforme a tabela abaixo:

10 salários mais altos

Colocação 

PUBLICIDADE
CargoDivisãoSalário
CFO/ControllerFinance & TaxR$ 24,5 mil
Diretor de MarketingSales & MarketingR$ 23,5 mil
Gerente de IncorporaçãoPropriedade & ContruçãoR$ 14 mil
Gerente Comercial Sales & MarketingR$ 14 mil
Engenheiro Senior de ReservatórioOil & GasR$ 14 mil 
6Gerente de Projetos/TIInformation TechnologyR$ 13,5 mil
Gerente de Recursos HumanosRecusrsos HumanosR$ 12,5 mil
Engenheiro de Projetos/ProcessosEngineerin R$ 10,5 mil 
Gestor de SuprimentosSupply ChainR$ 9,5 mil
10ºCoordenador ContábilFinance & TaxR$ 9 mil 

Mercado em SP
Os dados analisaram o mercado de trabalho no ano passado dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

No estado paulista, as divisões de finanças, tecnologia e logística foram destaques. A consultoria explica que muitas posições na área financeira e Recursos Humanas foram geradas para suportar o crescimento das empresas em todo o País, já que São Paulo concentra a maioria dos escritórios administrativos das grandes empresas.

Pelos dados, São Paulo cresceu 8% em volume de contratações com relação a 2010. A região metropolitana ainda representa cerca de 32% do total de contratações do País.

Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, o volume de contratações cresceu mais de 100% ao comparar com o ano anterior. No geral, o estado representa mais de 30% do total de contratações do Brasil.

A alta tão expressiva pode ser explicada pelos eventos esportivos que acontecerão nos próximos anos, Copa do Mundo e Olimpíada. Entre os segmentos, os destaques são para Engenharia e Óleo e Gás.