Pesquisa

Saiba quem são os executivos mais buscados por empresas da América Latina

Estudo da Michael Page traça os perfis dos executivos mais buscados por empresas no Brasil, México, Colômbia, Argentina e Chile

SÃO PAULO – Uma pesquisa da Michael Page, especializada em recrutamento executivo, traçou o perfil das demandas mais frequentes do mercado de trabalho de executivos na América Latina. O estudo considerou 1.580 ofertas de empregos no Brasil, México, Colômbia, Argentina e Chile no primeiro semestre deste ano.

De acordo com o diretor de marketing e planejamento comercial da PageGroup para a América Latina, Sergio Sabino, a pesquisa retrata o que as empresas buscam nesse momento. “Estamos falando de um universo amplo. São demandas de praticamente todos os setores da economia que já iniciam um processo de retomada nas contratações de no segundo semestre e em 2014.”

Formação
Os engenheiros são os profissionais mais procurados no Brasil, Argentina, Chile e Colômbia. Ainda há espaço para profissionais do setor de construção e industrial, com destaque para o setor de Oil&Gas.

PUBLICIDADE

Na área de tecnologia, a Colômbia encabeça a lista de demanda com 13%, seguidos do Brasil, com 8%, Chile, 7%, Argentina, 5% e México, 4%. Administradores também estão em foco em todos os países pesquisados, sendo exigência em 28% das vagas publicadas na Colômbia e na Argentina, 27% no México e 25% no Brasil.

PaísesTecnologiaEngenhariaAdministração
*Michael Page
Brasil8%37%25%
México4%10%27%
Chile7%18%17%
Colômbia13%28%28%
Argentina5%34%28%

Idiomas
O inglês é exigido em mais de 50% das vagas abertas no site da Michael Page no Brasil. Nos outros países pesquisados, a exigência em relação ao conhecimento de um segundo idioma é até maior em alguns casos.

No Brasil, 6% das oportunidades publicadas exigem domínio do espanhol. Nos países de língua espanhola, por sua vez, não é necessário que os profissionais tenham domínio do português.

PaísesInglêsEspanhol
*Michael Page
Brasil51%6%
Argentina66%
Colômbia63%
México47%
Chile47%

Pós-graduação ou MBA?
Ao contrário do que foi percebido no mesmo estudo realizado no segundo semestre de 2012, o MBA (Master of Business Administration) tem sido mais exigido em vagas de gestão do que a pós-graduação específica em uma área de formação.

No Brasil, 10% das vagas publicadas exigem a formação, enquanto que no México o número ultrapassa os 15%. O Brasil, dos países pesquisados, é o que mais exige que os profissionais estejam além da graduação, com 7% exigindo formalmente a pós-graduação nas vagas publicadas.

PaísesPós-graduaçãoMBA
*Michael Page
Brasil7%10%
México1%15%
Chile0%4%
Colômbia0%5%
Argentina3%2%

Habilidades
O estudo avaliou as habilidades de comportamento mais valorizadas pelas empresas na hora de contratar os seus profissionais.

PUBLICIDADE

No Brasil, gestão de pessoas e relacionamento interpessoal são as habilidades mais visadas nas oportunidades publicadas (os itens aparecem em 43% e 31% das vagas disponíveis, respectivamente).

Capacidade de execução é a habilidade comportamental mais visada na Colômbia (89% das oportunidades exigem isso dos profissionais).

Liderança e foco em resultados são destaque na Argentina (28%). No México, as mesmas habilidades são exigidas, mas em ordem contrária: foco em resultados (20%) e liderança (17%). No Chile, gestão de pessoas é o item mais procurado como habilidade comportamental nas oportunidades disponíveis (30%).

PaísesGestãoLiderançaFoco em resultadosCapacidade de ExecuçãoRelacionamento interpessoal
*Michael Page
Brasil43%19%12%9%31% 
México13%17%20%7%10% 
Chile30%21%21%9%6% 
Colômbia15%23%23%89%4% 
Argentina30%28%28%5%6%