Saiba quais são os principais motivos para executivos mudarem de emprego

"À frente do dinheiro, está a possibilidade de desenvolver sua carreira. O executivo busca ser mais completo", diz especialista

SÃO PAULO – A falta de motivação, a insatisfação com os líderes e com a remuneração e a oportunidade de trabalhar com novas propostas são apontadas como os principais motivos para um profissional mudar de emprego. E no caso dos executivos, o que os leva a trocar de empresa?

O diretor regional da empresa de recrutamento Asap, Rafael Meneses, afirma que, no caso de executivos, o principal motivo para que esse profissional procure outro emprego é não se identificar com a cultura organizacional.

“Quando falamos em cultura organizacional, estão incluídos a crença da empresa, ter espaço para ser ouvido e se sentir confortável. Tudo isso pode ser explicado pela política de gestão de pessoas”, diz.

PUBLICIDADE

Quem acredita que a remuneração é o segundo maior incentivo para o profissional trocar de emprego está enganado. “À frente do dinheiro, está a possibilidade de desenvolver sua carreira. O executivo busca ser mais completo. Não basta ter uma política de remuneração agressiva”, acrescenta Meneses.

Idade e remuneração
Já a diretora executiva da consultoria Human Capital, Selma Paschini, afirma que os motivos que estimulam os profissionais a trocarem de emprego estão relacionados à idade.

Segundo a especialista, os executivos mais jovens buscam oportunidade de crescimento na carreira. Eles também consideram mais atrativas as propostas que pagam mais e oferecem mais benefícios.

Já para os executivos mais experientes, o salário é menos importante no momento de mudar de emprego. “Esse profissional mais maduro já tem a sua carreira consolidada. Eles querem um projeto interessante e desafiador para trabalhar”, explica.

O que avaliar
Deixando de lado a idade, Meneses afirma que o mercado de trabalho para esses profissionais está aquecido. “Esse mercado é um termômetro da economia”, diz.

Ele acrescenta ainda que esses postos que estão surgindo são para suprir as necessidades de expansão das empresas. Essas oportunidades são chamadas de “Vagas de Novas Posições”.

Mas, antes de aceitar uma nova proposta de emprego, é necessário analisar alguns fatores. “É fundamental que a pessoa avalie o grau de sucesso da empresa, como ela trabalha e qual é o impacto que ela causa para a sociedade”, afirma Selma.

Além disso, o executivo deve comparar seu objetivo de carreira com o que a empresa oferece. Por exemplo, profissionais que pretendem trabalhar no exterior devem procurar emprego ou aceitar convites de empresas multinacionais.

Já aqueles que não querem mudar de País têm de evitar trabalhar em uma empresa que visa ao mercado internacional. “Tudo deve ser analisado com cuidado para que o profissional não tome decisões precipitadas. É muito importante ter um projeto de carreira”, finaliza Selma.