Saiba o que é meditação psicológica e como ela pode ajudar sua carreira

Ela tem como objetivo levar as pessoas a fazerem uma avaliação da vida e ocorre no período de férias e descanso

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A meditação psicológica tem como objetivo levar as pessoas a fazerem uma avaliação da vida. Ela ocorre quando o indivíduo está de férias, quando ele desfruta de seus dias de lazer, deixando espaço para pensar. Essa avaliação tem finalidade positiva e promove benefícios pessoais e profissionais.

“Estando afastado de suas obrigações diárias, o fluxo mental fica mais tranquilo e apto a meditar. Esse raciocínio promove a sensação de bem-estar e ativa o estado psicológico. O profissional consegue identificar os problemas que o estavam afligindo e, com isso, consegue encontrar soluções de como superá-los”, explicou o psicólogo especialista em ansiedade e síndrome do pânico pela Universidade da Califórnia (UCLA), Alexandre Bez.

A importância das férias

Para estimular a meditação psicológica é que as férias são importantes. É nessa fase que a sensação de paz é estabelecida, assim como há o descanso da mente e a renovação das emoções.

Aprenda a investir na bolsa

Conforme ele explicou, independentemente do tempo que a pessoa irá reservar para as suas férias, o importante é que aproveite cada minuto e tente se desligar dos problemas cotidianos. Para Bez, tirar férias em dois momentos, como janeiro e julho, por exemplo, é uma tática muito positiva, que tem resultados visíveis.

“O indivíduo se desenvolve profissionalmente, o aproveitamento acadêmico aumenta e os relacionamentos familiares e do casal melhoram. Isso se deve ao fato de a pessoa estar mais aliviada das constantes pressões do dia-a-dia”, afirmou o psicólogo.

Quando o descanso é ilusão

De acordo com Bez, é importante que os profissionais não se deixem enganar por uma falsa sensação de descanso. “O ser humano necessita frequentar outros ares no seu momento de descanso, sair da rotina que, muitas vezes, pesa e o desgasta. A pessoa no período de férias deve se aproximar da família e amigos, realizar atividades que não se encaixavam nos horários de trabalho”.

Se a pessoa, durante as férias, vivenciar a mesma rotina de quando está trabalhando, ela não abre espaço para “arejar o cérebro”, nas palavras no psicólogo. Ao contrário disso, ela vivencia uma situação de estresse diário enquanto teria, na verdade, de descansar, o que potencializa seus problemas.

O psicólogo completou dizendo que o período de férias é justamente uma tentativa de conseguir enxergar quais as deficiências diárias enfrentadas. Por meio dessa visão, o indivíduo consegue promover mudanças em sua vida, diminuir o estresse e mudar a sua rotina para melhor.