Saiba como representar bem sua empresa em eventos e reuniões

Para consultora, alguns cuidados devem ser tomados com relação aos gestos, às palavras utilizadas e aos trajes

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Ser convocado para representar a empresa em eventos é uma grande responsabilidade para o profissional. Afinal, um desempenho ruim pode comprometer toda a imagem da instituição com clientes, fornecedores e até concorrentes. Diante deste cenário, como o profissional deve se comportar?

Para a gerente de Recursos Humanos da V2 Consulting, Andréa Kuzuyama, o evento corporativo é uma extensão do ambiente profissional e, por isso, o profissional precisa estar atento ao seu comportamento até mesmo depois das apresentações, nas regiões próximas ao local da reunião.

O que vestir?

Se a sua intenção é que as pessoas presentes na palestra prestem atenção no que você irá falar, cuidado com o figurino.

Aprenda a investir na bolsa

“Use roupas discretas, de preferência utilize cores neutras. As mulheres precisam evitar saias muito curtas, decotes e maquiagem muito forte”, aconselha Andréa.

O corpo fala!

Outro cuidado que o profissional deve ter neste momento diz respeito aos seus gestos durante as apresentações, e também nas conversas entre os convidados.

“Rir muito alto, fazer alguma careta ou torcer a boca, enquanto uma pessoa fala com você, pode indicar falta de interesse”, destaca Andréa.

Caso você seja um palestrante, a consultora alerta que alguns gestos podem dispersar a atenção da plateia, como ficar batendo o pé ou a caneta na tela de apresentação. Com isso, a mensagem da sua empresa corre risco de não ser transmitida.

Linguagem

Por outro lado, não adianta tomar todas as precauções com os gestos e as roupas se, na hora de se comunicar, o profissional comete várias gafes. “Evite ao máximo os vícios de linguagem, pois, muitas vezes, as pessoas podem prestar atenção apenas na incidência dos “tipo” e dos “né”. Além disso fique atento nos erros de concordância, já que uma palavra errada tem o poder de comprometer todo o resultado”, revela a consultora.

Entretanto, Andréa adverte que o profissional não precisa ser robótico e ter um discurso em mãos para ler. “O ideal é que a pessoa fale sobre assuntos que domine. Se não for possível, ela deve ser comedida e se expressar menos, em casos de dúvida”.

PUBLICIDADE

Para finalizar, evite certas atitudes quando estiver a caminho ou deixando o evento, como fumar ou jogar fora materiais recebidos na reunião.