Saiba como organizar a agenda de trabalho durante os jogos da Copa

Caso tenha de entregar alguma atividade ao chefe ou para clientes nos dias de jogos, é importante que ela seja antecipada

SÃO PAULO – Muitos profissionais já sabem como irão trabalhar durante os jogos da Copa. Algumas empresas irão liberar seus funcionários nos dias das partidas do Brasil, enquanto outras irão disponibilizar uma televisão no próprio estabelecimento.

Nos dois casos, os profissionais devem organizar a agenda de trabalho para não prejudicar as atividades e a empresa. O especialista em gerenciamento de tempo, Christian Barbosa, explica que, como o primeiro jogo da seleção será em uma terça-feira (15), a pessoa deve ficar atenta.

“Terça-feira é um dia perigoso, pois geralmente na segunda-feira há acumulo de trabalho. Por isso, o profissional deve tentar antecipar o máximo que puder as atividades”, diz.

PUBLICIDADE

Considerar a semana
Outra dica dada por Barbosa é que o profissional, ao planejar a agenda, considere a semana inteira, não somente os dias dos jogos.

Caso tenha de entregar alguma atividade – como relatórios, planejamentos, entre outros – ao chefe ou para clientes nos dias de jogos, é importante que ela seja antecipada. “Entrega para cliente no dia de jogo não é o ideal”, afirma Barbosa.

O mesmo é indicado para fornecedores. A pessoa deve pedir que o prazo seja antecipado. Assim, evitará futuros aborrecimentos.

Reuniões
Sobre as reuniões, se não há como cancelar, uma das estratégias pode ser marcar um horário próximo ao do jogo. Dessa maneira, as pessoas que irão participar serão mais objetivas. 

Um estudo realizado pela Telegent System aponta que somente um em cada cinco brasileiros não pretende desmarcar um encontro de trabalho ou reunião para poder assistir aos jogos.

Como voltar ao trabalho depois do jogo
Caso o profissional tenha de voltar ao trabalho depois do jogo, ele deve começar com as pequenas atividades, como responder e-mails, assim é mais fácil voltar ao ritmo de trabalho.

“Depois do jogo, a adrenalina está alta. Se o profissional for fazer alguma atividade muito importante, não terá concentração”, finaliza.