Saber se apresentar em público é vital: conheça os erros comprometedores

São comuns as dificuldades dos profissionais, mesmo dos experientes, de se expressar diante de muitas pessoas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – No âmbito pessoal e profissional, é necessário saber se apresentar em público. No mundo corporativo, entretanto, essa demanda é ainda mais intensa: sem essa habilidade, fica mais difícil vender, treinar uma equipe, convencer os superiores e colegas, mostrar os resultados aos acionistas, lecionar ou concorrer a uma vaga de emprego.

Apesar disso, são comuns as dificuldades das pessoas de se expressar diante de uma multidão. Mesmo profissionais experientes têm problemas para transmitir idéias ou opiniões, tornando suas exposições monótonas, truncadas e desinteressantes. “Isso acontece porque, na maioria dos casos, elas são coadjuvantes de suas próprias apresentações”, opina o palestrante e consultor na área de comunicação empresarial, Ney Pereira.

Ele acredita que outro erro comum cometido pela maioria das pessoas tem a ver com a crença de que uma apresentação baseia-se somente na oratória. “Assim como os recursos audiovisuais, a oratória é importante, mas deve estar associada também a outras vertentes, como filosofia, andragogia (técnicas para ensinar adultos), comunicação não-verbal e até metafísica, formando um todo”.

Aprenda a investir na bolsa

Cinco erros mais comuns

O consultor elaborou cinco orientações principais para evitar erros em uma apresentação.

  • Jamais fale sobre um assunto que não domina;
  • Não perca qualquer oportunidade para falar em público. É a sua chance de treinar e deixar sua marca pessoal;
  • Não entre no jogo sem conhecer a sua platéia. Estude o perfil das pessoas que vão assistir a sua apresentação, faça o reconhecimento do ambiente e dos recursos disponíveis, que poderão ser utilizados para melhorar sua comunicação;
  • Evite o “enigma do peixe”. O peixe é fisgado porque abre a boca quando não deveria, por isso, não fale demais, seja claro, objetivo e sucinto;
  • Somente utilize recursos audiovisuais quando a palavra não for suficiente para passar as informações. Se, por exemplo, você quer falar sobre um empreendimento imobiliário, mostre uma foto. É o bastante.

PUBLICIDADE