Saber dizer “não” é importante no desenvolvimento da carreira, diz especialista

Não saber negar algumas demandas pode implicar em fraqueza profissional e, inclusive, impacta na entrega de resultados

SÃO PAULO – Entre as competências que os profissionais precisam desenvolver ao longo de suas carreiras, está a habilidade em saber dizer “não”. Recusar demandas de colegas de trabalho e mesmo do chefe é uma atitude inteligente, mas é preciso se justificar.

O sócio-fundador da Alliance Coaching, Alexandre Rangel, explica que saber dizer “não” é extremamente importante, pois mostra que o profissional tem metas claras e objetivas. Não saber negar algumas demandas, por outro lado, implica em fraqueza profissional.

A produtividade
“Se a pessoa pensa que agradar todo mundo vai facilitar sua carreira, ela está enganada, pois o resultado disso, normalmente, é uma sobrecarga de tarefas que não serão concluídas”, diz. Na prática, quem quer agradar todo mundo acaba se perdendo nos seus objetivos e afazeres.

PUBLICIDADE

De acordo com o especialista o profissional deve entender que para ter sucesso na carreira ele precisa mostrar produtividade, ou seja, resultados. Quando você aceita fazer tudo que as pessoas te pedem, você dificilmente será capaz de lidar com a sua agenda, o que é justamente o contrário de um profissional produtivo.

Não há dúvidas, porém, que dizer “não” é uma tarefa delicada, ainda mais quando a recusa é de alguma solicitação feita pelo chefe. “As pessoas têm medo de dizer não”, diz Rangel. Os motivos desse medo são vários, mas isso acontece principalmente porque queremos agradar ou por medo de perder o emprego.

Muitos profissionais se recusam a dizer “não” porque acreditam que precisam agradar a todos para serem bem vistos na empresa. Ou ainda, porque acham que serão mal vistos pelos chefes ao recusar uma demanda.

Nesse caso, Rangel explica que não é bem por ai. “Quando o funcionário diz um “não”, o chefe reconhece nele uma pessoa que tem senso de responsabilidade”, diz o especialista. Mas, não é tão simples assim. Se você sabe que tem diversas atividades para tocar durante o dia e por conta disso acha melhor recusar uma demanda, é importante explicar para o chefe.

“A explicação tem um resultado mágico”, avalia Rangel. O especialista acredita que falta um pouco de reflexão dos profissionais, ou seja, quando tem uma solicitação, ele deve avaliar se será capaz de realizá-la e, em caso negativo, deve explicar o porquê, inclusive questionando seu chefe em relação às prioridades dele.

Lembre-se ainda que só dizer “sim” faz com que o profissional se torne refém das demandas dos outros, “sua agenda vai ser tomada pelos outros”, analisa Rangel, o que pode fazer com que ele perca espaço profissional e, consequentemente, limite seu desenvolvimento.