Retomada econômica do Japão beneficiou empresas, mas não os trabalhadores

A conclusão é da <i>Kyodo News</i>, em análise que mostra que, enquanto os lucros cresceram, os salários caíram

SÃO PAULO – A retomada econômica do Japão, que teve início em fevereiro de 2002, beneficiou somente as empresas, deixando os trabalhadores de fora, segundo análise da agência Kyodo News.

O relatório mostra que os lucros das empresas japonesas cresceram mais de 80% desde então, mas os salários dos funcionários caíram.

Maiores lucros, menores salários

No segundo semestre deste ano (2006), os lucros antes dos impostos foram 86,5% maiores que o registrado no mesmo período de 2002.

PUBLICIDADE

Por outro lado, a renda do empregado japonês entre abril e junho de 2006 ficou 1,4% menor em relação ao montante recebido no mesmo trimestre daquele ano.