Resultado do Enem já pode ser consultado pela internet

Estudantes de todo o País terão acesso ao resultado de acordo com categorias: escola, região, modalidade de ensino, dependência administrativa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Agora os participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) poderão consultar o resultado das provas pela internet. Serão dois tipos de notas: sobre a prova objetiva e sobre a prova objetiva mais a redação. Em oito edições do exame, é a primeira vez que o estudante tem a chance de fazer as consultas pela internet.

A novidade, lançada nesta quarta-feira (8) pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, e pelo presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas) Anísio Teixeira , Reynaldo Fernandes, vai beneficiar os alunos de 18 mil escolas que participaram no Enem em 2005.

Outros tipos de consultas serão viabilizados com o sistema on-line, como as médias das notas por escolas, por município, localização da instituição (rural ou urbana), por dependência administrativa (particular, federal, estadual ou municipal) e por modalidade de ensino (ensino regular, educação profissionalizante e educação de jovens e adultos).

Qualidade do ensino

Aprenda a investir na bolsa

A intenção, segundo o ministro, é fazer com que o projeto, já em operação, sirva como agente mobilizador em favor da qualidade de ensino.

“O sentido dessa ação é mobilizar a sociedade para a busca da qualidade. Quanto mais informações forem disseminadas, maior será o interesse da sociedade, o acompanhamento das comunidades em torno da escola para que isso se transforme num grande projeto de mobilização nacional em proveito da educação”, avaliou Haddad.

De acordo com nota divulgada pelo Inep, o sistema permitirá identificar e solucionar casos em que o desempenho médio dos estudantes de determinada escola for muito distinto do de outras com alunos de mesmo perfil.

Dados do Enem

A procura pelo exame é cada vez maior. Desde sua implantação, em 1998, o crescimento passou de 1.000%, chegando a 3 milhões de inscritos. Entre os cerca de 2,2 milhões que fizeram a prova em 2005, 67% o fizeram para obter vantagens nos vestibulares das universidades – em cerca de 500 instituições a nota do exame é somada ao resultado do vestibular.
Além disso, o Programa Universidade para Todos (ProUni) usa os resultados do Enem como critério de seleção para a distribuição de bolsas.