Repentistas poderão ter direito a se aposentar pela Previdência

De acordo com Projeto de Lei, para requerer o benefício, os profissionais precisam comprovar o exercício da atividade

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Repentistas e escritores de literatura de cordel (cordelistas) poderão ter direito a se aposentar pela Previdência Social para receber um salário mínimo, que corresponde hoje a R$ 510. O Projeto de Lei que prevê o benefício foi aprovado nesta quarta-feira (4) pelos senadores da Comissão de Assuntos Sociais.

De acordo com a proposta, o profissional que tem idade para se aposentar pode requerer o benefício até 2020. Vale lembrar que a idade de aposentadoria é de 65 anos para homens e de 60 para mulheres.

A proposta segue para análise da Câmara.

Aprenda a investir na bolsa

Profissionais
Para requerer o benefício, os profissionais precisam comprovar o exercício da atividade, mesmo sendo descontínua, de acordo com a Agência Brasil.

De acordo com a proposta, serão consederados repentistas cantadores e violeiros improvisadores, emboladores e cantadores de coco, poetas repentistas e os contadores e declamadores dos chamados “causos” da cultura popular, além de escritores de literatura de cordel.