Remuneração dos brasileiros deve repor a inflação em 2011

Segundo pesquisa, perspectiva é que 44% dos acordos salariais no próximo ano devem ficar acima da inflação

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O reajuste da remuneração da população para 2011 deve repor a inflação. Pesquisa realizada pela Towers Watson mostra que 44% dos acordos devem conceder aumentos reais aos salários, com reajuste acima da inflação, enquanto 53% devem repor plenamente o índice – os outros 3% devem ter reposição parcial.

Para o consultor responsável pela pesquisa, Christian Mattos, contudo, esse percentual foge da realidade. ~Particularmente acredito que no mínimo 90%, ou mais, dos acordos devem conceder reajustes superiores à inflação”, afirmou. 

Dos acordos que devem conceder reajustes reais, grande parte (38%) deve ficar com aumentos entre 1% e 2% acima da inflação. Outros 32% devem conceder reajustes de até 1%. Já 10% dos aumentos devem ficar de 2,1% e 3% acima da inflação. E 20% dos acordos devem ficar 3% acima da inflação.

Aprenda a investir na bolsa

Executivos e não executivos 
Para o próximo ano, a folha de pagamento dos executivos, considerando acordo coletivo, mérito, enquadramento e promoções, deve ficar 8,1% maior. Neste ano, o aumento foi de cerca de 8,2%, em média.

A pesquisa também mostra que, para os não executivos, a previsão de crescimento da folha de pagamento também deve ser de 8,1%, contra os 8,5% verificados neste ano.

Sem grandes mudanças
Para os pesquisadores, o próximo ano não deve registrar surpresas quanto aos reajustes dos brasileiros, que devem ficar acima da inflação em praticamente todos os acordos. “Este processo deve permanecer inalterado nos próximos anos”, dizem.

No próximo ano, a perspectiva é de que haja aumentos individuais elevados. E nenhum benefício deve ser excluído ou mesmo reduzido.

Além disso, os pesquisadores esperam um aumento gradativo no número de empresas com programas de incentivos de longo prazo, principalmente entre as brasileiras.