Relacionamento com equipe e reconhecimento motivam profissionais, diz pesquisa

Manter um bom relacionamento com colegas de trabalho e ser reconhecido pela chefia motivam trabalhadores em suas carreiras

SÃO PAULO – Estabelecer um bom relacionamento com a equipe de trabalho e ainda ter as atividades reconhecidas de forma positiva pela chefia são fatores que mais têm ajudado os profissionais. As informações foram divulgadas pela Catho Online e fazem parte de uma recente pesquisa setorial sobre motivação.

De acordo com levantamento, 8,6% dos entrevistados acreditam que manter uma relação saudável com as pessoas no ambiente de trabalho é crucial para o desenvolvimento profissional. O reconhecimento das atividades pela supervisão e subordinados, no entanto, é mencionado por 8,4% dos envolvidos na pesquisa, ficando no segundo lugar do ranking motivacional. 

Objetivos diferentes
Por mais incrível que possa parecer, a pesquisa – que entrevistou 46 mil pessoas no mês de abril – aponta ainda a preocupação com o acúmulo de dinheiro e bens como um dos últimos motivadores profissionais, sendo citada por apenas 6,1% dos participantes. Tal informação revela muito mais sobre o perfil dos profissionais que estão no mercado de trabalho, já que poucos são os que enxergam o fator salarial como relevante para melhoria de desempenho.

PUBLICIDADE

Outro ponto interessante observado no estudo é que, apesar de homens e mulheres se sentirem motivados pelos mesmos aspectos dentro de uma empresa, os primeiros costumam se envolver de forma mais evidente nos projetos, especialmente quando o assunto em pauta diz respeito aos desafios e à coordenação de equipes:

Fatores que mais motivam na carreira
HomensMulheres
Relacionamento com equipe8,6%8,6%
Ser reconhecido pelo chefe/ subordinados8,5%8,3%
Ter desafios constantes7,8%7,3%
Ter voz ativa com o chefe7,5%7%
Possibilidade de crescimento na empresa7,4%6,9%
Possibilidade de coordenar/gerenciar pessoas7,3%6,6%

Níveis hierárquicos
Em relação aos níveis hierárquicos, os profissionais mais motivados com a carreira e satisfeitos com o trabalho são diretores e gerentes, que também demonstram sofrer com o estresse da profissão.

O impacto de tal estresse foi avaliado em outros cargos e se mostrou mais evidente em analistas, assistentes e auxiliares, conforme indicam os resultados da Pesquisa de Executivos 2011.

“Em níveis hierárquicos maiores, os profissionais costumam atingir com mais facilidade os fatores que julgam positivos para sua carreira e, por isso, se mostram mais satisfeitos”, diz o diretor de Marketing da Catho Online, Adriano Meirinho.

Estagiários nas organizações
A mesma pesquisa considerou os estagiários como os menos estressados e mais satisfeitos em âmbito profissional.

“A tendência é que esta geração busque cada vez mais tais aspectos motivacionais tornando-se mais satisfeita com o trabalho nos próximos anos”, diz Meirinho.