Redes sociais causam perdas de mais de 1,3 bilhão de libras às empresas por ano

Profissionais estimam que seus colegas perdem 59 minutos por dia no trabalho em sites de redes sociais

SÃO PAULO – O uso das redes sociais por funcionários no trabalho está custando às empresas do Reino Unido uma perda de 1,38 bilhão de libras por ano, por conta da queda na produtividade, revela uma pesquisa divulgada esta semana, realizada pela Morse.

O estudo entrevistou 1.460 trabalhadores, entre os quais 57% disseram que acessaram redes sociais para fins pessoais durante o expediente. Em média, essas pessoas estavam perdendo 40 minutos por semana nesses sites. Isso equivale quase à perda de uma semana inteira de trabalho por ano.

Na realidade, o tempo gasto pode ser até maior, uma vez que o estudo descobriu que os profissionais estimam que seus colegas perdem 59 minutos por dia no trabalho em sites de redes sociais.

PUBLICIDADE

“A popularidade de redes sociais como Twitter e Facebook cresceu consideravelmente nos últimos dois anos. Mas, quando o assunto é ambiente de trabalho, fica claro que o hábito de visitar esses sites tem se tornado um problema para as empresas”, analisa o consultor da Morde, Philip Wicks, para quem o caminho não é simplesmente proibir, e sim estimular o uso consciente da internet.

Redes sociais: o perigo para a empresa

A reputação de uma empresa é extremamente importante no mundo dos negócios, especialmente no que diz respeito às mídias sociais. Mas já ocorreram muitos incidentes envolvendo grandes empresas, nos quais seus funcionários abusaram de seus clientes em redes sociais e sites pessoais públicos, prejudicando a imagem das organizações.

E não é só isso. Apesar de um terço dos funcionários que agiram de má-fé em redes sociais ter admitido que sabiam que deveriam tomar cuidado com o fazem na internet quando envolvem o nome da empresa, 84% sentiram que o problema dizia respeito apenas a eles próprios. Isso pode indicar que as organizações não estão sendo claras na divulgação dos limites das ações de seus funcionários na internet.

Particularmente no que diz respeito ao Twitter – a última febre da internet – muitas empresas enfrentam problemas de segurança, uma vez que links nessa rede social podem levar a sites “perigosos”, com inúmeros tipos de vírus. Na pesquisa, 81% dos profissionais entrevistados revelaram que estavam preocupados com o fato de poderem estar acessando sites inseguros.