EXPERT XP 2020 'Consumidor espera propósito das marcas': Melissa Vogel, da Kantar Ibope, Daniela Falcão, da Globo Condé Nast, e Murilo Gun falam sobre futuro do consumo

'Consumidor espera propósito das marcas': Melissa Vogel, da Kantar Ibope, Daniela Falcão, da Globo Condé Nast, e Murilo Gun falam sobre futuro do consumo

exaustão

Redatora morre após trabalhar três dias seguidos na Indonésia

Mita Diran faleceu por uma combinação letal de excesso de trabalho e consumo abusivo de energético

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A redatora Mita Diran, da agência Y&R da Indonésia, morreu após trabalhar por três dias seguidos. Segundo o site Ad Age, a jovem faleceu devido à combinação letal de excesso de trabalho e consumo abusivo do energético tailandês Kratingdaeng.

Mita morreu no último domingo (15), um dia depois de ter postado no Twitter que estava trabalhando por 30 horas seguidas. “E ainda estou forte”.

A agência divulgou uma nota na página do Facebook na qual lamentou a morte da ex-funcionária e informou que a empresa ficou fechada na segunda-feira para colegas irem ao velório. “Mita era uma redatora talentosa”, descreveu a agência, sem mencionar a causa da morte da profissional.

PUBLICIDADE

Essa não foi a primeira vez que um profissional morreu por trabalhar demais. Em agosto deste ano, um estagiário do Bank of America teve um ataque epilético e faleceu durante o banho, após trabalhar por 72 horas sem descanso.