Recolocação: veja perfil de pessoas que conseguem emprego mais rápido

Segundo pesquisa, homens até 35 anos e mulheres com idade entre 40 e 45 anos ficam menos tempo desempregados

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo pesquisa realizada pela consultoria especializada em gestão de capital humano DBM, divulgada na última sexta-feira (14), executivos homens com menos de 35 anos têm apresentado a recolocação mais rápida no mercado de trabalho em 2007, de 3,5 meses.

Já dentre as mulheres, a idade média das que se recolocam com maior rapidez é de 40 a 45 anos de idade, com 3,8 meses para conseguir um novo emprego. Em contraposição, a pior recolocação é de homens e mulheres com mais de 45 anos, de 9,6 meses e 8,2 meses, respectivamente.

Em quatro anos

De 2003 a 2007, a percepção é a mesma. Os homens com menos de 35 anos e as mulheres com idade entre 40 e 45 anos são os que se recolocam com maior rapidez. A média de tempo é de 4,6 meses para eles e de 5,7 para elas.

Aprenda a investir na bolsa

As pessoas com mais de 45 anos continuam sendo as que mais sentem dificuldades para se recolocar. No caso dos homens, o tempo de duração para conseguir um novo emprego entre 2003 e 2007 ficou, em média, em 8,5 meses. O número cai para 6,8 entre as mulheres.

Autônomos

As pessoas que trabalham por conta própria demoram mais tempo para se recolocar. Em 2007, dentre os homens até 35 anos, a média foi de 4 meses e, entre as mulheres de 40 a 45 anos, de 6 meses.

As pessoas com mais de 45 anos continuam com a recolocação mais difícil: de 12,3 meses entre as mulheres e de 10,3 meses entre os homens. Nos últimos quatro anos, esta média ficou em 10,7 para eles e de 12,5 para elas, nesta faixa etária.

Empregabilidade

Para diminuir as chances de ficar muito tempo desempregado, o profissional deve investir em atualização. Ficar parado, apenas enviando currículos sem critério, não fará com que consiga o emprego que deseja. Faça cursos e contatos em eventos, além se manter informado sobre o que acontece em sua área de atuação.