Receita contrata e paga até R$ 13 mil: veja como se preparar para concurso!

Serão 450 vagas para auditor fiscal, com salário de R$ 13.067 e 700 para analista tributário, com ganho de R$ 7.624,56 mensais

SÃO PAULO – A Receita Federal está contratando. Na última semana, o órgão publicou edital para o preenchimento de 450 vagas de auditor fiscal, mas já há um segundo concurso aprovado, que prevê mais 700 vagas para o cargo de analista tributário.

Antes de pensar em se candidatar, o bom é analisar se a carreira pública está nos seus planos. Ela tem boas vantagens, a começar pelos salários, dependendo do nível exigido no concurso, pela estabilidade e pela aposentadoria diferenciada.

Mesmo assim, deve-se lembrar que, nem sempre, a carreira pública é a melhor escolha. Há cargos que exigem sacrifícios ímpares, como o de promotor. Há outros em que o profissional precisa trabalhar nos finais de semana e feriados. E existem alguns em que os ganhos são limitados a um teto.

Mudanças para auditor fiscal

PUBLICIDADE

O período de inscrição para a vaga de auditor fiscal é de 28 de setembro a 13 de outubro deste ano, sendo que as provas serão aplicadas em 5 e 6 de dezembro. A taxa de inscrição, que pode ser feita pela internet (www.receita.fazenda.gov.br), é de R$ 130.

A remuneração inicial, para o profissional com curso superior concluído em nível de graduação, é de R$ 13.067. O edital para a prova passou por mudanças, sendo uma delas a aplicação de prova discursiva que acontece paralelamente à tradicional.

As disciplinas cobradas serão Direito Constitucional e Administrativo, Direito Tributário, Comércio Internacional, Auditoria, Administração Pública e Economia e Finanças Públicas. Foram excluídos os temas Informática e Direito Internacional e incluídos Matemática Financeira e Estatística em uma nova disciplina chamada de Raciocínio Lógico Matemático, além de Direito Civil, Penal e Empresarial, em um total de 20 questões.

“O candidato deve dar ênfase agora às novas disciplinas que serão cobradas, o que é novidade para todos os concorrentes. Essa quebra de tradição na prova da Receita Federal vai igualar novos candidatos aos que já vinham se preparando desde 2005, quando ocorreu o último concurso”, disse o diretor da Academia Brasileira de Educação, Cultura e Empregabilidade (Abece), Luis Gustavo Bezerra de Menezes.

De acordo com ele, os candidatos devem analisar as provas anteriores e “pincelar” o estudo nos pontos novos mais cobrados, mas não devem se preocupar com a prova discursiva agora, já que o importante é ficar dentro do número previsto no edital – de 1.080 candidatos – para, então, estudar a estratégia das provas objetivas. É importante também estudar a matéria de acordo com a relevância que terá na prova, como maior peso e quantidade.

Vagas para analista tributário

No caso das vagas para analista tributário, com salário inicial de R$ 7.624,56, a previsão de divulgação do edital é no próximo mês.

De acordo com o especialista em preparação para cursos e juiz do Trabalho, Rogerio Neiva Pinheiro, a prova para o cargo deve acontecer apenas no início de 2010, então é possível aproveitar os recessos e feriados de final de ano para avançar nos estudos.

Sobre o conteúdo a ser exigido, ainda não há uma certeza. “No entanto, pelo caráter mais generalista do programa de auditor, talvez o programa de analista tenha um perfil mais específico da atividade da administração tributária. Assim, arriscaria afirmar que a tendência seria não exigir matérias com Direito Comercial, Civil, Auditoria, Previdenciário e Comércio Internacional, bem como promover uma valorização comparativamente maior do Direito Tributário, Administrativo e Contabilidade”.

Para organizar os estudos, o candidato deve definir as matérias e conteúdos a serem estudados, as fontes que serão adotadas e levantar as horas da semana destinadas aos estudos, de modo a estruturar a grade de horários e de matérias. “O candidato precisa saber se há condições de executar e concluir o planejamento da preparação estabelecido”, disse Pinheiro.