Rais 2008 contabiliza criação de 1,8 milhão de empregos formais

No ano passado, todos os setores da economia apresentaram expansão no emprego; Serviços foi destaque

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Brasil gerou 1,8 milhão de dos postos de trabalho em 2007. O número representa um crescimento de 4,88% em relação ao estoque de emprego de dezembro de 2007. Entretanto, o crescimento foi menor do que o verificado no ano passado, possivelmente por conta da crise mundial da economia.

Desse total, 1,698 milhão foram com carteira assinada e 135,9 mil com vínculos empregatícios estatutários. Os dados integram resultados da Rais (Relação Anual de Informações) e foram divulgados nesta quinta-feira (6) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Setores de atividade econômica

No ano passado, todos os setores da economia apresentaram expansão no emprego. Serviços foi o destaque em termos absolutos, com a criação de quase 646 mil empregos (+5,41%). Já Comércio ficou em segundo lugar, contabilizando 483,2 mil novos postos (+7,06%). A indústria da transformação também chamou a atenção, com 228,7 mil novos postos de trabalho (+3,23%).

Aprenda a investir na bolsa

Em termos de variação relativa, entretanto, os destaques ficaram para Extrativa Mineral, com +19,5 mil empregos (+10,51%) e Construção Civil, com 296,6 mil novas contratações no ano passado, o que equivale a +18,33%.

Rendimento

Quanto à remuneração, a Rais mostra que o rendimento real médio do trabalhador brasileiro apresentou um aumento de 3,52% em relação a dezembro de 2007. Os homens tiveram aumento superior às mulheres: 3,62% contra 3,52%.