AO VIVO Trader mostra quando vale a pena operar Mercado de Ações e Mercado Futuro?

Trader mostra quando vale a pena operar Mercado de Ações e Mercado Futuro?

Quer trabalhar no exterior? Começa temporada de recrutamento

Agências começam a recrutar jovens interessados em passar um temporada fora do país. Bom nível de inglês é essencial

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Com a concorrência no mercado de trabalho e com profissionais cada vez mais qualificados lutando por uma mesma vaga, experiência de vida e saber lidar com os obstáculos do dia-a-dia são itens indispensáveis para quem busca reconhecimento profissional.

Trabalhar no exterior significa muito mais do que uma viagem de férias ou uma temporada num país diferente. Vivência internacional, aperfeiçoamento do idioma e descoberta de uma nova cultural são apenas alguns exemplos dos benefícios que a experiência de viver fora do país pode trazer.

Temporada de recrutamento

Diversas agências de intercâmbio recrutam jovens para passar uma temporada de trabalho e aperfeiçoamento do exterior. “O jovem deve estar disposto a ter postura profissional e aberto a adquirir características de um profissional diferenciado no mercado, como flexibilidade, independência, maturidade, jogo de cintura e boa capacidade de relacionamento”, ressalta o gerente de produtos work do STB – Student Travel Bureau, Felipe Quintino.

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com o STB, o mês de agosto é a principal época do ano para quem pensa em trabalhar um período fora do Brasil. Recrutadores estrangeiros estão no País selecionando pessoalmente jovens que têm interesse nesta experiência.

“Os candidatos têm a oportunidade de conversar pessoalmente com representantes de diversas empresas norte-americanas, que estão no País para buscar interessados em trabalhar na alta-temporada dos Estados Unidos”, informa o STB.

Programa para todas as idades

Alguns programas de trabalho exigem que o interessado seja universitário e que tenha idade entre 18 e 28 anos. Mas existem oportunidades para meninas entre 18 e 26 anos que queiram estudar e trabalhar como babá no Estados Unidos, ou ainda para pessoas de 18 a 40 anos que buscam uma experiência na área de hotelaria de uma grande rede.

Para Quintino, ter bom nível de inglês, ser independente, maduro, estar disposto a trabalhar em atividades básicas, ter boa condição mental e física, e não se importar em dividir acomodação são pré-requisitos básicos para um candidato.