Quer ser um consultor de imagem? Saiba qual caminho seguir

Segundo especialistas, campo da consultoria de imagem é vasto e ganhos iniciais variam de R$ 200 a R$ 1.500, a consultoria

SÃO PAULO – Muita gente pode não concordar, mas imagem é fundamental no mundo de hoje, seja para conquistas pessoais ou mesmo profissionais. Diante disso, um leque de oportunidades se abre para quem quer trabalhar com moda, mas não pensa em ser modelo ou estilista. Uma alternativa é ser consultor de imagem.

De acordo com especialistas, o campo da consultoria de imagem é vasto e os ganhos para quem está iniciando na área variam de R$ 200, a hora de um personal shoper, por exemplo, a R$ 1.500, a consultoria em uma empresa.

“O consultor de imagem, além de assessorar uma pessoa ou desenvolver o “dress code” de uma empresa, pode trabalhar como consultor em loja, na produção de figurinos no teatro, entre outras coisas”, informa a consultora de etiqueta corporativa, Renata Melo.

PUBLICIDADE

O dia a dia
No que diz respeito ao dia a dia deste profissional, a consultora de imagem e professora da Escola Panamericana de Arte e Design, Luara Proença, informa que este depende do cliente e do tipo de trabalho, mas, no caso de um cliente pessoa física, por exemplo, pode ser dividido em duas fases: a consultoria em si e a parte de compras.

No primeiro caso, o trabalho, que pode durar em média três horas, consiste em uma entrevista para identificar, entre outras coisas, o problema da pessoa, tipo físico, estilo, cores que mais valorizam e etc. Já no segundo, pode estar a análise do armário e o acompanhamento do cliente às compras.

No caso de consultoria para empresas, o trabalho inclui palestras e elaboração de apostilas que mostrem aos funcionários a imagem que a empresa deseja que os seus colaboradores tenham.

Como se tornar um consultor?
De modo geral, o trabalho de um consultor de imagem e estilo não exige nenhuma formação específica. Contudo, algumas características são essenciais para quem quer exercer a profissão.

Uma delas, na opinião da especialista em comportamento e moda no trabalho, Rosana Fá, é o equilíbrio.

“A consultoria de imagem está muito em evidência, já que as pessoas estão perdidas e o mundo está informal demais. Entretanto, não é qualquer pessoa que pode se tornar consultor. Além de senso estético apurado e algum conhecimento de moda e etiqueta, é necessário equilíbrio (…) Ter equilíbrio para enxergar o outro é fundamental”, ressalta Rosana.

Luara concorda e completa que é necessário gostar e ter paciência para trabalhar com pessoas, sendo que, para ela, ter uma graduação e fazer cursos na área ajuda quem quer ter sucesso neste mercado.

Para quem não sabe onde procurar, a professora diz que muitos consultores dão cursos de formação, bem como já é possível encontrar instituições de ensino com cursos na área. Na Panamericana, por exemplo, um curso de 30 horas de consultoria de imagem custa em torno de R$ 990, fora a matrícula.