Aprendizagem

Quer aprender um idioma novo? Veja as dicas de uma pessoa que fala 9

Este homem fala fluentemente 9 língua e compreende mais de uma dúzia além dessas; e ele nem é um gênio

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Aprender novas línguas é um diferencial em qualquer currículo. Há quem diga que a atividade de aprender algo novo fica mais difícil conforme a pessoa fica mais velha – algo que pode ser um mito, como este texto dirá mais abaixo.

Se você quer aprender um segundo – ou terceiro, quarto, etc – idioma, a Babbel Magazine ajuda: veja dicas de Mattew Youlden, uma pessoa comum que fala fluentemente 9 língua e compreende mais de uma dúzia além dessas.

1. Saiba seus motivos

PUBLICIDADE

É mais fácil aprender algo se você sabe exatamente por que está fazendo isso. Quer aprender para alavancar sua carreira? Ótimo. Quer ir à França fazer um intercâmbio? Um motivo melhor ainda. “Querer impressionar pessoas que falam inglês com o seu francês não é uma razão muito boa”, diz o texto.

Uma vez entendidos os motivos, comprometa-se.

2. Encontre uma companhia

Para Matthew, foi o irmão. Aprender junto com alguém é motivador, e ajuda na prática dentro e fora da sala de aula. “Se ele percebia que eu estava indo melhor do que ele, ficava com um pouco de inveja e tentava me ultrapassar”, afirma o poliglota.

3. Fale sozinho

Não há nada de errado em praticar com o espelho se não tiver com quem fazer isso. Pode ajudar a manter palavras e construções frescas na memória.

PUBLICIDADE

4. Estabeleça metas

Ter uma situação de conversa em mente pode ajuda-lo a não se perder nas regras e livros. Se puder realmente conversar com pessoas, isso manterá a relevância do processo de aprendizagem.

5. Divirta-se

Os irmãos Youlden adoram mostrar o lado poliglota com piadas e escrevendo e gravando músicas nas línguas que aprendem. É uma maneira de exercitar a criatividade e o aprendizado. Isso pode vir com poemas, tirinhas, atuações ou conversas simples. Isso deixa tudo mais leve e é necessário para fluir.

6. Aja como uma criança

Existe uma pesquisa que tentou, mas não conseguiu mostrar uma relação cerebral entre idade e capacidade de aprendizagem.

Não se sabe cientificamente de onde vem a ideia de que crianças aprendem melhor, mas se isso de fato faz sentido (e sim, costuma fazer), por que não tentar aprender como as crianças aprendem? Crianças querem brincar com as informações novas e estão mais dispostas a errar, coisas que fazem diferença no momento de aprender um novo idioma. Deixe sua consciência adulta de lado e não se cobre tanto: aprendemos cometendo erros.

7. Saia da zona de conforto

A partir do momento em que você assume que pode cometer erros, é provável que passe por algumas situações de vergonha ou desconforto. Elas também são importantes. É a única forma de, de fato, aprender. Quanto mais uma pessoa sai da zona de conforto, mais se desenvolve.

8. Ouça

Aprenda a escutar antes de tentar saber falar. Quanto maior a exposição a uma língua, menos estranha ela parece. “Para mim, a melhor maneira de aprender é ouvir e tentar visualizar ou imaginar como as palavras devem ser pronunciadas”, diz o poliglota.

9. Observe as pessoas conversando

A pronúncia costuma ser uma das grandes dificuldades de quem está navegando em um novo idioma. Cada linguagem exige diferentes movimentos da boca e da língua, além de entonações e forças. Se não for possível observar pessoas estrangeiras pessoalmente, filmes e séries podem ser bons substitutos.

10. Mergulhe

Pratique todos os dias. Não importa como, é importante que você realmente fique engajado naquela língua em todos os momentos que puder. Pense naquela língua, escreva naquela língua, converse, fale consigo mesmo, pesquise, tente incluir nas suas atividades rotineiras o máximo que puder.