Quase 85% dos profissionais avaliariam proposta de emprego em outra cidade

Segundo especialista, estas pessoas estão em busca de desafios e oportunidades de crescimento dentro das empresas

SÃO PAULO – Um levantamento realizado pela Adecco, empresa de recrutamento e seleção, revelou que a maioria dos profissionais está disposta a mudar de cidade para alcançar suas metas profissionais. Segundo a pesquisa, 84,7% avaliariam proposta para trabalhar em outra região.

Segundo a coordenadora de qualidade da Adecco Brasil, Fabiane Cardoso, isso revela que os profissionais qualificados não se importam em trabalhar em outros estados. “O importante é ter qualidade de vida, boa remuneração, desafios e oportunidades de crescimento dentro das empresas”.

Mais de uma oportunidade
O estudo questionou ainda qual critério de desempate as pessoas usariam, caso tivessem de decidir entre duas vagas de emprego. Com 44,9%, a resposta mais indicada foi a avaliação do plano de carreira. Em seguida, aparecem o salário e o desafio proposto, apontados por 11,6% e 11%, respectivamente.

PUBLICIDADE

Ao serem perguntados sobre o principal objetivo ao participar de um processo seletivo, 46,4% disseram que pretendem voltar ao mercado de trabalho. Outros 43% informaram que gostariam de melhorar de salário e 39,3%, de atuar na área de formação.

Para Fabiane, estes dados revelam uma nova tendência. “As pessoas hoje estão em busca de estabilidade, daí a importância do plano de carreira para elas. Mas, por outro lado, destaca que o aquecimento da economia anima os candidatos a voltarem ao mercado de trabalho, e leva à busca de uma boa remuneração e desafios que as mantenham motivadas”.

Tempo de recolocação
A pesquisa indicou ainda que, devido ao aquecimento do mercado de trabalho, as pessoas esperam menos tempo por uma recolocação. Pelos dados, 55,9% esperam de um a três meses, 23% entre três meses e seis meses, enquanto 6,6% esperam mais de 12 meses.

“A dica para o profissional que não consegue uma recolocação em até seis meses é investir em cursos de atualização e melhorar seu networking”, finaliza.