Dia do Trabalho

Quase 70% dos trabalhadores com carteira assinada têm 11 anos ou mais de estudo

O rendimento médio da população ocupada passou de R$ R$ 1.433,01 para R$ 1.643,30

arrow_forwardMais sobre
(Wikimedia Commons)

SÃO PAULO – Um levantamento realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em função do Dia do Trabalho revela que 68,7% dos trabalhadores do setor privado que tem carteira assinada têm 11 anos ou mais de estudo. Segundo os dados, entre 2003 e 2012, o indicador aumentou 15,2 pontos percentuais.

Em contrapartida, o número de empregados que não completaram o Ensino Fundamental, sem instrução ou com menos de 8 anos de estudo, teve redução, passando de 26,8% para 15,3%, entre 2003 e 2012.

Rendimento
O estudo analisou ainda o rendimento real recebida pela população ocupada com carteira assinada. Entre 2002 e 2013, o valor do rendimento médio passou de R$ 1.433,01 para R$ 1.643,30, uma alta de 14,7%. Já o rendimento da população ocupadal cresceu 27,2% (de R$ 1.409,84 para R$ 1.793,69).

PUBLICIDADE

Segundo o IBGE, entre 2003 e 2005, o rendimento real dos empregados com carteira no setor privado ultrapassava o da população ocupada. A partir de 2006, essa relação se inverteu, com o valor do rendimento da população ocupada superando o dos empregados com carteira no setor privado.