Estágio

Quase 50% dos candidatos demonstram não dominar língua portuguesa

Segundo o Nube, curso de Direito é o que obtém maior porcentagem de candidatos que não erram nenhuma palavra em teste

Palavras-chave para o currículo

SÃO PAULO – Quase a metade (48%) dos candidatos a uma vaga de estágio demonstra não ter domínio da língua portuguesa. A informação é do Nube (Núcleo Brasileiro de Estágios).

O levantamento, que contou com 8.320 estudantes, apurou que os candidatos erram palavras como exceção, assiduidade, escasso, desajeitado, majestoso, seiscentos e assessoria, sendo que 6,3% deles erram mais da metade do teste de português, o que os exclui de qualquer vaga de estágio.

Segundo o Nube, a nota de corte das empresas costuma variar de três a sete erros.

PUBLICIDADE

Advogados são melhores
Ainda de acordo com a pesquisa, o curso de Direito é o que obtém a maior porcentagem de candidatos que não erram nenhuma palavra de acordo com o número de candidatos recebidos.

Os engenheiros, por sua vez, são os que apresentam as melhores notas nos testes ortográficos, com 68,45% de aprovação.

Em contrapartida, o curso de Administração tem apenas 38,09% de aprovados. Segundo o Nube, 42,13% dos estudantes deste curso apresentam resultados medianos, sendo aprovados conforme o desempenho em outras atividades.

Em Comunicação, o índice de 28,96% representa os candidatos com mais de 11 erros, que acabam excluídos dos processos seletivos.

Nível de ensino
Por nível de ensino, o levantamento aponta que somente 38,6% dos estudantes de nível médio erram no máximo sete palavras. No Ensino Superior, 37,2% erram de oito a 14 palavras.

De modo geral, 43,6% dos estudantes do Ensino Superior são reprovados por conta da língua portuguesa; este percentual sobe para 61,4% nos candidatos a estágio do Ensino Médio e técnico.