Sorte

Quase 30% dos candidatos têm alguma superstição na entrevista de emprego

Entre eles, 47%, gostam de guardar segredo até o final do processo seletivo e 21% fazem questão de entrar na sala de entrevista com o pé direito

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma pesquisa realizada pela Trabalhando.com revelou que 28% dos profissionais têm alguma superstição ao participar de uma entrevista de emprego.

Entre eles, 47%, gostam de guardar segredo até o final do processo, 21% fazem questão de entrar na sala de entrevista com o pé direito, 20% disseram que sempre utilizam uma roupa específica para a entrevista, alguma “roupa da sorte” e outros 12% afirmam ter outros tipos de superstição.

Para o diretor-geral da Trabalhando.com. Caio Infante, a superstição pode ser positiva não só para realizar entrevistas, mas também para reuniões e outros momentos importantes. “Ter confiança e tranquilidade é um fator determinante para um profissional ir bem em um processo seletivo e se caso a superstição ajude, não vejo nenhum problema.”

Aprenda a investir na bolsa

Apesar de ter seu lado positivo, o executivo alerta que há problema quando o profissional depende da superstição. “Isso é perigoso e pode atrapalhar a conter o nervosismo, para isso é bom desenvolver outras maneiras de desviar a pressão da entrevista.”