Quando o lazer vira trabalho: confira quais são os melhores empregos do mundo

Pesquisa realizada pela CNBC apurou pelos quatro cantos do globo os seis melhores empregos existentes

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Você acha que beber uísque e jogar golfe são atividades exercidas apenas durante o tempo de lazer? Para muitos profissionais espalhados pelo mundo, tudo isso não passa de trabalho – e de trabalho sério!

Uma pesquisa realizada pela CNBC, canal de assinatura da NBC Universal dedicado a notícias de negócios, apurou pelos quatro cantos do globo os seis melhores trabalhos a serem desempenhados, o que não significa que eles são fáceis, mas sim agradáveis, do início ao fim da fase de sua execução.

Estou sonhando?
Antes que você pense em mandar um e-mail para o seu chefe pedindo demissão, confira as características de cada um dos “Empregos mais legais da história”, assim batizado pelos pesquisadores.

  • Fabricante de uísque – Talvez a tarefa mais complicada desse trabalho seja estar sóbrio quando um de seus clientes aparecerem em seu escritório. A recomendação é universal: não beba durante o expediente. No entanto, nesse caso, quanto mais você experimentar uma ou outra dose de uísque, mais perto da perfeição você irá chegar com o seu produto. Entre idas e vindas até as destilarias irlandesas, você irá receber cerca de US$ 7,5 mil, além de ter todas as despesas, incluindo acomodações luxuosas e os voos de ida e volta quitados.
  • Engenheiro pirotécnico – Ser pago para detonar explosivos, uma profissão que qualquer criança gostaria de ter. Nessa área, o dever do profissional é montar grandes eventos com toda a parafernália que envolve a magia dos fogos de artifício. Outro destaque “interessante” dessa profissão é ter de viajar pelo mundo inteiro procurando por novos e emocionantes fogos de artifício. Um desses adultos sortudos é Jim Souza, cuja família está na quarta geração de pirotécnicos com a Spectaculars Pyro, responsável por animar aproximadamente 400 festas por ano nos Estados Unidos.
  • Mestre cervejeiro – A parte mais interessante deste trabalho certamente é rodar os festivais e pubs do mundo todo com o objetivo de avaliar o mercado. Porém, esse trabalho requer atenção, já que toda parte de selecionar a matéria prima e acompanhar passo a passo o processo de fabricação da bebida, garantindo a qualidade da mesma, fica a cargo do profissional.
  • Dublê de executivo – Grandes companhias instaladas na China empregam cada vez mais executivos “falsificados” dos EUA e de outros países ocidentais para atenderem a eventos, dar discursos, enfim, apresentar uma cara global aos negócios das empresas orientais. “Você ficaria espantado com a frequência desses trabalhos,” disse Mitch Moxley, um escritor freelancer que vive em Beijing. Moxley recebia cerca de US$ 1 mil por semana para fingir ser um homem de negócios para uma alta companhia de tecnologia em Dongying, a cinco horas do sul de Beijing.
  • Testador de videogames – Como seria a sua vida se você tivesse de passar o dia inteiro jogando videogame. Uma maravilha, não é? E por mais que você possa pensar, esse emprego não é destinado às crianças acostumadas a virarem a madrugada com seus consoles “pegando fogo” de tantas horas de uso. Com o avanço da tecnologia, e o aumento das exigências dos gamers em relação à criatividade e à qualidade dos jogos, as empresas do segmento, que faturam cerca de US$ 25 bilhões por ano, têm procurado insistentemente por profissionais que possam testar e avaliar a eficiência de cada jogo por horas e horas.
  • Diretor de campo de golfe – Nesse trabalho, sua função é bem simples: jogar e jogar golfe. Quando você se cansar, basta pegar o seu carrinho, atravessar todo o campo verde, chegar ao escritório e conferir todas as suas tacadas armazenadas em sua planilha on-line. Além de checar dia a dia a qualidade dos equipamentos, assim como a altura da grama, você ainda tem outra alternativa: dar aulas de golfe.

Aprenda a investir na bolsa