Qualificação profissional é foco de executivos em 2012

Pesquisa realizada pela Michael Page revela que 64% deles pretendem investir mais na formação e no aprimoramento profissional

SÃO PAULO – Um recente levantamento da Michael Page revelou que 64% dos executivos do País estão mais interessados em investir no aprimoramento profissional, no estudo de idiomas e na formação acadêmica.

De acordo com a pesquisa, que consultou a opinião de 400 executivos brasileiros, essa nova tendência está diretamente associada ao bom momento da economia brasileira e, principalmente às projeções otimistas dos economistas para as próximas décadas no País.

“Esse é um bom sinal para economia brasileira que apresenta uma das menores taxas de desemprego das ultimas décadas. Nosso desafio agora é capacitar mão de obra para as demandas do mercado”, explica o consultor da Michael Page, Marcelo Cuellar.

PUBLICIDADE

Outras opiniões
Quem compartilha da opinião é o diretor de marketing para a América Latina da Michael Page, Sérgio Sabino, que afirma que alguns setores, em específico, deverão perceber melhor tal intenção nas empresas.

“A demanda será mais forte em setores como o de marketing, vendas, finanças, engenharia e TI (tecnologia da informação), já que o ciclo econômico de crescimento pelo qual o País passa atualmente costuma afetar tais segmentos de uma forma mais intensa”, explica.

O executivo cita ainda outros setores que já estão sendo impactados pelo crescimento econômico nacional, como as subdivisões de engenharia, por exemplo. “A área de construção, petróleo e gás, e o departamento de logística estão em alta neste período”, diz Sabino.

A pesquisa
O levantamento da Michael Page consultou a opinião de executivos com idades entre 30 e 45 anos, que atuavam em cargos de média e alta gerência.