RADAR INFOMONEY Bancos disparam na Bolsa com dados de crédito e HSBC saltando no exterior; assista ao programa desta segunda

Bancos disparam na Bolsa com dados de crédito e HSBC saltando no exterior; assista ao programa desta segunda

Qual o tipo de CEO mais valioso para o mercado?

Pesquisa aponta que o tipo de diretor que acaba tendo melhor desempenho é aquele com capacidade de trabalho repetitivo, detalhista e observador

SÃO PAULO – Uma pesquisa realizada pelo NBER (National Bureau of Economic Research), nos Estados Unidos, foi em busca da resposta para a seguinte pergunta: quais características e habilidades dos CEOs (diretores executivos) realmente importam para o mercado de trabalho? Quais dessas características realmente são o segredo para o sucesso?

Realizada com 316 profissionais, que foram questionados em relação a 30 habilidades, o que se notou é que as empresas estão mais dispostas a contratar CEOs com habilidades gerais, tanto as relacionadas com as funções que eles devem desenvolver quanto com aquelas ligadas ao tratamento da equipe.

Porém, quando analisado o sucesso desses CEOs, um tipo de habilidade se sobrepõe à outra, que são as ligadas à execução.

PUBLICIDADE

Isso quer dizer que o CEO que se destaca não é aquele mais sensível, criativo ou extrovertido. O diretor com melhor desempenho, pelo contrário, é aquele com capacidade de trabalho repetitivo, detalhista e observador.

Valiosos

Apesar do resultado apontado pela pesquisa, os dois perfis de diretores são valiosos. De acordo com o headhunter e sócio da consultoria de recrutamento Steer Recursos Humanos, Ivan Witt, na verdade, o resultado da pesquisa confirma o perfil da maioria dos profissionais selecionados para cargos de diretoria, que são reservados e têm habilidades de organização e execução.

Porém, ele afirmou que não são estes CEOs que têm novas ideias, criam produtos excepcionais e ditam o futuro. “Os destemidos e multidimensionais é que são os empreendedores, os quais implantam o negócio sem medo de errar”, opinou.

A tendência de mercado, de acordo com ele, é que os CEOs empreendedores se tornem cada vez mais valiosos para as empresas. Em relação ao Brasil, ele afirmou que já existe um número expressivo de presidentes empreendedores, mas que esse indicador irá aumentar.