Proposta autoriza a penhora de parte do salário para pagar ação trabalhista

A proposta que tramita na Câmara dos Deputados vai permitir a penhora de 40% do valor recebido acima de 20 salários mínimos

SÃO PAULO – Projeto de Lei quer tornar legal a penhora de parte do salário para pagamento de condenação em ação trabalhista. A proposta vai permitir a penhora de 40% do valor recebido acima de 20 salários mínimos. 

Pelo texto, esse valor será calculado depois de efetuados os descontos de imposto de renda, contribuição para a Previdência Social e outros descontos compulsórios, de acordo com a Agência Câmara. 

Limites
Atualmente, a lei não permite a penhora de salário para pagamento de dívidas e, de acordo com o projeto (2721/11) do deputado Romero Rodrigues (PSDB-PB), a impenhorabilidade vai permanecer apenas até 20 salários mínimos (hoje equivalentes a pouco mais de R$ 12 mil), sendo permitida a penhora acima desse valor.

PUBLICIDADE

Rodrigues diz ser difícil de defender que um rendimento líquido de 20 salários mínimos seja considerado como integralmente de natureza alimentar. Na opinião do parlamentar, a tradição jurídica que perpetua a impenhorabilidade dos salários é injusta e precisa ser combatida para proteger o trabalhador.

Tramitação
A matéria, que tramita em caráter conclusivo, será examinada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público e de Constituição e Justiça e de Cidadania.