Promoção no trabalho produz em média 10% mais tensão mental

De acordo com pesquisa, além disso, profissionais passam a ter 20% menos tempo para visitar um médico

SÃO PAULO – Uma nova pesquisa realizada por economistas e psicólogos da Universidade de Warwick, no Reino Unido, revelou que a promoção no trabalho produz, em média, 10% mais tensão mental e 20% menos tempo para o profissional visitar o médico.

Intitulada “Do people become healthier after being promoted” (As pessoas ficam mais saudáveis depois de serem promovidas, na tradução livre para o português), a pesquisa questionou por que as pessoas com alto status no trabalho parecem ter melhor saúde.

Uma teoria usada por pesquisadores mostra que a melhora no status de trabalho de uma pessoa, por meio de uma promoção, irá resultar em melhor saúde devido a um aumento na sensação de controle da vida e no valor próprio.

Teste

PUBLICIDADE

Os pesquisadores usaram a pesquisa domiciliar britânica, coletada anualmente entre 1991 e 2005, com informações de aproximadamente 1 mil promoções individuais. Eles não encontraram nenhuma evidência de melhora da saúde física depois da promoção – nem de sensação de declínio.

O que eles encontraram, no entanto, foi uma maior tensão mental. Depois da promoção no trabalho, houve uma queda média de 10% na saúde mental das pessoas. Essa promoção no trabalho ainda ocasionou em uma redução média de 20% nas visitas ao médico.

“Ter uma promoção no trabalho não é tão bom quanto as pessoas pensam. Nossa pesquisa encontrou que a saúde mental dos gerentes tipicamente se deterioram depois de uma promoção no trabalho, e de um jeito que vai além de mudanças da curto prazo. Não há nenhum indício de melhora na saúde das pessoas promovidas, além da redução de cirurgias gerais, o que pode ser mais um fator de preocupação do que de comemoração”, afirmou o pesquisador Chris Boyce.