AO VIVO Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Promoção: funcionário deve estar preparado para o novo desafio

Diante da urgência de obter bons resultados, empresa aposta na promoção, porém, sem treinar o profissional para a função

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Ser promovido no emprego significa dar mais um passo na tão sonhada ascensão da carreira, certo? Porém, é recomendável que o profissional esteja ciente sobre tudo o que vem pela frente.

Além da responsabilidade, que a partir da sua promoção será ainda maior, é preciso lembrar que seu trabalho será avaliado com mais rigor. Isso significa dizer maior cobrança por seus resultados.

Entretanto, é importante que o profissional tenha consciência de um dado importante, constatado por profissionais de Recursos Humanos: muitas empresas, na ansiedade de encontrar funcionários em quem verdadeiramente possam confiar e dividir responsabilidades, acabam lançando o profissional em um tremendo desafio, sem prepará-lo para isso.

Treinamento

Aprenda a investir na bolsa

O processo é natural: diante do ritmo frenético da empresa, um funcionário se destaca e possui influência positiva perante a equipe. Logo se chega à conclusão de que poderia coordenar a equipe; desta forma, passaria sua energia, sua forma eficiente de conduzir o trabalho ao grupo.

Diante da urgência de obter bons resultados, a empresa aposta na promoção do funcionário, porém, sem treiná-lo para a função como deveria, seja em razão dos recursos limitados ou das muitas prioridades a conciliar.

A medida, no entanto, transforma-se em uma aposta: alguns colaboradores abraçam a nova missão com tranqüilidade, enquanto outros, que compõem a grande maioria, sentem-se perdidos em seu novo cargo.

Erros mais comuns

Alguns erros são considerados comuns entre os novos promovidos a cargos de gerência ou supervisão. Isso porque, após a promoção, ficam em dúvida quanto à nova postura. Em relação à equipe, por exemplo, podem querer continuar amigos dos colegas de equipe sem se preocupar com a nova hierarquia.

Do lado contrário, uma atitude prepotente se mostra também perigosa: o novo “chefe”, na intenção de impor autoridade, acaba se tornando severo demais e distante do grupo. Ainda nesta linha, o novo promovido pode se achar no direito de criticar demais e chegar mesmo a demitir alguém antes de buscar alternativas para melhorar o desempenho do profissional.

Se antes o profissional era avaliado por desenvolver tarefas operacionais, muito provavelmente agora será esperado que coordene este trabalho. Entretanto, o medo de perder o emprego e a necessidade de ser visto como insubstituível pode colocá-lo numa armadilha, prejudicial tanto para a empresa quanto para o grupo: ele resolve centralizar o trabalho, sem delegar.

PUBLICIDADE

Em razão da falta de experiência em liderança, o profissional pode também apresentar dúvidas quanto à melhor maneira de preparar sua equipe, distribuindo as tarefas de modo vago, o que prejudica a execução. Entretanto, não consegue visualizar suas falhas e cobra da equipe os melhores resultados.

Faça sua parte

De olho em tudo isso, é importante que você esteja ciente destas dificuldades para que possa superá-las caso seja promovido. Por mais que a sensação de vitória lhe “empolgue”, fique atento e procure estar preparado para os novos desafios.

O fato de a empresa não contar com muitos recursos para treinamento não significa, necessariamente, que você deve seguir sozinho.

Converse com seu supervisor, assim como com os demais responsáveis pela sua promoção: procure identificar seus pontos fracos para aperfeiçoá-los um a um.
Alguns aspectos em você podem ajudá-lo a trilhar o caminho certo: o fato de estar preocupado em adotar a postura correta, e a certeza de que sua responsabilidade agora é muito maior. Boa sorte!