Profissional x pessoal: veja sugestões para equilibrar várias esferas da vida

Especialistas elaboram algumas sugestões que ajudam a ganhar tempo; projeto de vida estruturado é primeiro passo

SÃO PAULO – Para evitar que sua vida passe enquanto você está dentro do escritório, perdendo momentos de lazer, ignorando o crescimento dos filhos e acabando dia a dia com a sua saúde por conta do estresse e de uma alimentação inadequada, vale a pena ouvir e seguir algumas sugestões.

Uma análise rápida permite observar que boa parte dos problemas dos seres humanos estão relacionados ao trabalho. A saúde é afetada, pois a maioria das pessoas passa horas e mais horas sentadas. O estresse gerado por conta das metas, prazos e todo tipo de cobrança faz as pessoas terem dificuldades de dormir, comer exageradamente ou mesmo fumar compulsivamente, provocando ainda mais estragos.

As exigências das empresas, muitas vezes levam os empregados a reduz o tempo que ficam com a família, outro importante aspecto da vida que pode acabar sendo deteriorado caso não se saiba dosar as prioridades.

PUBLICIDADE

Equilibrar a vida pessoal com a profissional, portanto, tem sido a luta de todo bom trabalhador, que anseia por realização profissional, mas não quer perder momentos impossíveis de recuperar, estragar a saúde, ser um estranho para os filhos e viver todos os dias atormentado pelo estresse.

Dicas
Com o auxílio do life coach Luiz Antônio de Souza Neto e do consultor do Instituto de Qualidade de Vida, Artur Zular, elaboramos algumas dicas para os profissionais alcançarem o equilíbrio entre o profissional e o pessoal, veja:

Projetos de vida estrutura – quem não tem um objetivo nem valores definidos e vive baseado na lógica do “deixa a vida me levar”, perde muito, sobretudo porque se não há uma meta, também não há como elaborar um planejamento.

De acordo com Zular, é preciso responder às seguintes perguntas: Quem eu sou? O que eu quero? Para aonde eu vou? Como eu vou?, as respostas a estas perguntas vão ajudá-lo a estruturar seu projeto de vida e elaborar o plano de ação.

Tenha metas e minimetas – Luiz orienta que todos profissionais devem definir objetivos grandes e também pequenos e em todas as dimensões da vida, não só no âmbito profissional.

Gestão do tempo – para ter tempo de aproveitar e cuidar dos demais aspectos da vida, que não o profissional, é preciso de tempo. Como ainda não inventaram um dia com mais de 24 horas e o trabalho é o que exige a maior parte do seu tempo, é preciso aprender a administrá-lo melhor.

PUBLICIDADE

Luiz sugere que se faça “um inventário de tarefas que você realiza no dia”, é ai que está o segredo, explica. De acordo com o coach, as pessoas desperdiçam muito tempo durante o dia, fazendo tarefas de maneiras ineficiente ou mesmo desenvolvendo atividades que não precisam ser feitas, já que, pouco ou nenhum impacto tem no resultado final.

Para descobrir se você está usando seu tempo de forma equivocada a melhor forma é observar, ao longo de um dia, o que você faz e como faz. Veja o que pode ser melhorado, o que não é necessário e tente mudar.

Tenha uma agenda – assim como muito tempo pode ser gasto de forma ineficiente no trabalho, o mesmo pode ocorrer em todas as demais esferas da vida, e tempo é justamente o que você não tem para desperdiçar. Zular recomenda que se mantenha uma agenda, não importa o formato, podendo ser eletrônica ou em papel, mas ela será essencial.

“Quando você escreve você consegue colocar em ordem os compromissos”, explica Zular, lembrando que o ser humano é muito visual, ou seja, passar para um suporte físico todas as atividades que precisam ser feitas ajuda na organização e você ganha mais tempo para outras coisas.

Cuidado com quem você anda – isso não quer dizer nada a respeito do seu círculo de amizade, apenas que é preciso ter cuidado com aqueles amigos que tomam muito do seu tempo. Jogo de pôquer na segunda, happy hour na sexta, cinema na quinta. Vida social é importante, mas lembre-se que há outras prioridades. “É preciso aprender a dosar e saber dizer não”, explica Zular.

Lembre-se, por fim, que a separação entre pessoal e profissional é apenas uma forma de organizar a vida, mas o ser humano é um só, que precisa manter em equilíbrio sua relação com a família, com o trabalho, o social, o lazer, o educacional, o físico, o espiritual, o afetivo, o psicológico e mesmo o cosmológico.