Profissional: afinal, o coaching funciona?

Coaching tem como objetivo auxiliar os profissionais a vencer as barreiras que o conhecido e o "confortável" acabam por representar

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – “Mais um curso, um workshop, um treinamento… Mas, e depois?”, questiona o coach para profissionais e empresas Fernando Polignano. A pergunta é válida. Afinal, hoje em dia, as pessoas investem grandes somas em aprimoramento pessoal. Mas será que elas de fato mudam ou simplesmente retornam às formas habituais de se comportar no trabalho?

“Estas e muitas outras questões fazem parte do cotidiano de profissionais das áreas de treinamento e seleção, assim como de executivos e gestores no geral, preocupados com a geração de mudanças efetivas. E é em meio a essas dúvidas que o tema coaching se coloca”, explica ele.

A proposta do coaching

O coaching se propõe a provocar o conhecido e o habitual. Daí mais uma pergunta: será que as pessoas querem mudar algo em si? E em nome do quê? “É necessário descobrir a motivação para mudança, gerar uma nova visão que seja significativa e que valha o empenho por uma mudança de padrões, hábitos, comportamentos e formas de atuar”.

Aprenda a investir na bolsa

Seja em formatos de workshops seqüenciais, treinamentos ou cursos, o coaching tem como objetivo auxiliar os profissionais a vencer as barreiras que o conhecido e o “confortável” acabam por representar, se constituindo em obstáculos à evolução do seu desempenho na empresa e na vida pessoal.

A idéia principal é descobrir dentro de si níveis mais elevados de competências já existentes, segundo o coach. “Processos de coaching podem contribuir para agregar aos diferentes estilos de gestão novos recursos para construir melhores relacionamentos interpessoais, gerar interação assertiva entre profissionais de áreas interdependentes, aperfeiçoar a capacidade de negociação, ampliar as formas de abordar situações problemáticas e solucionar conflitos de forma produtiva”.

Dá resultado?

Sim, o coaching dá resultado, segundo Polignano. “Pelos bons resultados que muitos profissionais e organizações vêm obtendo, é possível constatar que, por meio do coaching, gestores medianos se assumem como capazes de promover o seu próprio desenvolvimento e o dos profissionais sob sua responsabilidade”.

Sem promessas milagrosas ou resultados forjados, mas com indicadores precisos, que permitem acompanhar a evolução dos profissionais, o coaching pode ser uma poderosa e eficiente maneira de aprimoramento profissional.