Profissionais “verdes” ganham competitividade!

Empresas se preocupam, cada vez mais, com questões ambientais; profissionais engajados com nessas questões ganham mercado de trabalho

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As empresas têm se preocupado mais com questões ambientais, diante de uma grande discussão de sustentabilidade na iniciativa privada. Por este motivo, os profissionais com este tipo de engajamento ganham mercado de trabalho.

De acordo com a gerente de desenvolvimento organizacional da consultoria Caliper, Alessandra dos Santos Moura, dizer que tem estes princípios é fundamental para quem quer entrar em uma empresa que compartilha a questão da sustentabilidade.

Como fazer?

Alessandra afirmou que as pessoas devem colocar logo na carta de apresentação que incentivam a preservação do meio ambiente no mundo corporativo.

Aprenda a investir na bolsa

“No caso de currículos, colocar trabalhos voluntários desenvolvidos em prol do meio ambiente e para a sociedade, trabalhos feitos em outras empresas que visavam a preservação da natureza e cursos feitos na área”, afirmou.

Na entrevista para o emprego, a gerente orienta os profissionais a falarem do assunto quando o selecionador citá-lo ou somente quando for a hora de se apresentar para todas as pessoas presentes.

Depois de contratado…

O profissional deve saber o momento certo de falar sobre a responsabilidade ambiental na empresa. “As empresas têm reservado mais espaço para isso. Já contratado, é válido que medidas sustentáveis venham como forma de sugestão por parte do profissional”.

Além disso, Alessandra disse que o funcionário deve, depois de contratado, saber com quem falar sobre o assunto e em que momento fazê-lo.

Para se transformar num profissional “verde”, a gerente indica ao funcionário que procure diretrizes, informações sobre política ambiental e normas da empresa.

“Tem que estar antenado, captar muitas informações, ler artigos, matérias e, principalmente, o que está acontecendo em outras empresas nesse sentido de responsabilidade ambiental. Não esquecer de exercer isto em casa também”, afirmou.

PUBLICIDADE