Carreira

Princeton de graça sem sair de casa

Renomadas universidades internacionais como Princeton e Stanford oferecem cursos online gratuitos

SÃO PAULO – Estudar no exterior é o sonho de muitos profissionais que querem ampliar o conhecimento e incrementar o currículo. Só que a distância e as despesas elevadas acabam desanimando muita gente. A falta de tempo e dinheiro, porém, não é necessariamente um empecilho. Uma parceria entre universidades internacionais com o site Coursera.org permite fazer cursos de extensão, pós-graduação e MBA em algumas das melhores universidades do mundo, como Princeton ou Stanford. Como os cursos podem ser seguidos pela internet, não é preciso sair de casa. E o melhor: os alunos não precisam pagar nada para cursá-los.

Para que possam participar das aulas, as universidades exigem que os alunos atendam apenas a três requisitos: ter fluência em inglês, fazer um cadastro e ter uma boa conexão de internet banda larga. Cursos de finanças, economia, gestão, liderança, empreendedorismo são alguns dos ministrados pelos professores, que ensinam por meio de áudios e videopalestras.

“Para o profissional que busca atualização, os cursos online são os mais indicados, pois proporcionam a consolidação da pessoa no mercado de trabalho com a vantagem da economia de tempo e dinheiro em comparação a um curso presencial”, afirma Fabrícia Antunes, gerente da Page Personnel, empresa especializada em recrutamento de executivos. Quem também aprova a iniciativa é Tiago Ladeia, estudante de Administração do Insper, que já realizou um curso de introdução a finanças pela internet e se inscreveu em outros dois. “Esses cursos são muito bons e não deixam nada a desejar em comparação a um curso presencial. Existem fóruns de discussão, acompanhamento de monitores, material didático e até provas semanais para verificar seu aprendizado”, conta o estudante – que não pretende parar no primeiro curso. “Pretendo fazer os cursos de Engenharia Financeira e Administração de Risco, da Universidade de Columbia, e Finanças Corporativas, da Universidade de Wharton.”

PUBLICIDADE

Diferenciais e dificuldades
Os cursos disponíveis no Coursera não têm processo seletivo e qualquer um pode realizá-los de forma livre, sem restrição de inscrição em mais de um curso. Contudo, é preciso atingir uma média mínima estipulada pela universidade para obter o certificado. “Geralmente, as instituições fazem uma média com base em provas semanais, intermediárias e trabalhos finais”, pontua Ladeia.Os cursos são ideais para quem trabalha ou estuda pois os estudantes ganham mais flexibilidade para organizar seus afazeres diários. “Além disso, com o sistema de aulas em vídeo, você pode assistir ao mesmo conteúdo várias vezes e também voltar em trechos de difícil compreensão, situação impraticável em uma sala de aula comum”, comenta. A maior restrição parece ser mesmo a língua estrangeira, uma vez que toda a estrutura dos cursos, inclusive o material fornecido para apoio, é em inglês. As aulas também são baseadas nas ministradas nas próprias universidades, com adaptações e atualizações pelos professores de cada instituição.

Vale a pena?
De acordo com Fabrícia Antunes, gerente da Page Personnel, os cursos online são reconhecidos e valorizados da mesma forma que os presenciais pelos recrutadores. “É uma falácia dizer que esses cursos on-line valem menos que os presenciais. Atualmente, os recrutadores se atentam muito mais ao nome da instituição e ao conteúdo do curso”, afirma. Ainda segundo a gerente, as universidades internacionais renomadas pesam muito no currículo. “Há, sim, um diferencial, ainda mais quando são cursos de extensão. Eles são muito requeridos em áreas que necessitam de atualização constante, como gestão, liderança e empreendedorismo.” A especialista adverte, no entanto, que um curso de extensão não equivale a um MBA, e que ambos têm propostas diferentes. “Os MBAs são indicados àqueles com grande vivência no mercado e para quem quer investir no networking, pois a troca de contatos é muito maior. Já os cursos de extensão são rápidos e ideais para a reciclagem do profissional”, explica.

Oportunidades
Conheça alguns dos cursos de extensão – nas áreas de finanças, economia, empreendedorismo e gestão – oferecidos gratuitamente no portal Coursera.org.

ECONOMIA COMPORTAMENTAL

INSTITUIÇÃO Duke University

INÍCIO 25 de março

DURAÇÃO 6 semanas de duração

TEMPO MÉDIO POR SEMANA 7 a 10 horas por semana

PROFESSOR Dan Ariely (professor de Psicologia e Economia Comportamental na Duke University)

INTRODUÇÃO AO PENSAMENTO MATEMÁTICO

INSTITUIÇÃO Stanford University

INÍCIO 04 de março de 2013

DURAÇÃO 10 semanas de duração

TEMPO MÉDIO POR SEMANA 8 a 10 horas por semana

PUBLICIDADE

PROFESSOR Dr. Keith Devlin (Diretor e cofundador da Stanford University’s H-STAR Institute e cofundador da Stanford Media X research network)

FINANÇAS CORPORATIVAS

INSTITUIÇÃO University of Pennsylvania

INÍCIO sem data definida

TEMPO MÉDIO POR SEMANA 6 a 8 horas por semana

PROFESSOR Franklin Allen (professor de Finanças e Economia da Wharton School e codiretor do Centro de Instituições Financeiras de Wharton)

EMPREENDEDORISMO E GESTÃO

PSICOLOGIA E GESTÃO

PUBLICIDADE

INSTITUIÇÃO Wesleyan University

INÍCIO 8 de julho

DURAÇÃO 6 semanas de duração

TEMPO MÉDIO POR SEMANA 4 a 6 horas por semana

PROFESSOR Scott Plous (Ph.D. em psicologia da Universidade de Stanford e professor de psicologia na Wesleyan University)

STARTUP ENGINEERING

INSTITUIÇÃO Stanford University

INÍCIO abril de 2013

DURAÇÃO 10 semanas de duração

TEMPO MÉDIO POR SEMANA 2 a 20 horas por semana

PROFESSOR Balaji S. Srinivasan (professor de Ciência da Computação na Stanford University e diretor do Programa de Biofísica na Universidade)

LIDERANDO INOVAÇÃO ESTRATÉGICA NAS ORGANIZAÇÕES

INSTITUIÇÃO Vanderbilt University

INÍCIO 5 de março

DURAÇÃO 8 semanas de duração

TEMPO MÉDIO POR SEMANA 6 a 8 horas por semana

PROFESSOR David A. Owens (professor de Prática de Gestão e Inovação de Vanderbilt University)