Previna-se: cada profissão acarreta determinado problema de saúde

Investigue os problemas de saúde causados por seu tipo de trabalho e se antecipe a eles, com prevenção

SÃO PAULO – Cada profissão está mais sujeita a determinados problemas de saúde. É verdade que alguns profissionais correm menos riscos que outros, dependendo da área de atuação, mas ninguém está isento dos perigos. Por isso, o melhor é se prevenir, analisando como cada atividade afeta a saúde.

Algumas profissões são conhecidas por, geralmente, causar estresse. E quem fica por muitas horas sentado pode apresentar dores nas costas, assim como as pessoas que trabalham o dia inteiro em pé podem ter dores nas pernas. Entretanto, há profissões cujos males são inimagináveis.

Profissão de risco

Por exemplo, um estudo realizado pela doutora Elena Ronda, da Universidade de Alicante, constatou que as cabeleireiras têm mais chance de sofrer transtornos menstruais, abortos e problemas de infertilidade do que outras profissões, por conta da exposição a produtos tóxicos e da falta de qualidade no ambiente de trabalho, que, normalmente, não tem ventilação.

PUBLICIDADE

Outro estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, constatou que problemas cardíacos causam 45% das mortes de bombeiros americanos em meio ao expediente de trabalho.

Situação

O estudo se aprofundou em cada situação de trabalho do bombeiro: 32,1% das mortes acontecem durante o combate a incêndios, 13,4% enquanto o bombeiro responde ao alarme, 17,4% durante treinos físicos, 9,4% trabalhando em alarmes que não são incêndios e 15,4% enquanto não estão respondendo a pedidos emergenciais.

As explicações incluem exposição à fumaça e substâncias químicas, excesso de esforço físico, o uso de equipamentos pesados e estresse.

Conclusão

Analise as suas atividades diárias e investigue possíveis problemas de saúde. Felizmente, uma vez que o profissional conhece os sintomas dos males decorrentes de seu trabalho, é mais fácil se prevenir, com acompanhamento médico e evitando as causas no dia-a-dia.