Previdência Social registra déficit de R$ 36,2 bilhões em 2008

Aumento de arrecadação e redução das despesas impulsionaram a queda de 19% no déficit em relação a 2007

SÃO PAULO – O Regime Geral de Previdência Social (RGPS) registrou um déficit de R$ 36,2 bilhões em 2008. O resultado, divulgado nesta quarta-feira (21), revelou uma diminuição de 19% em comparação ao ano de 2007, a maior queda desde 1995.

Segundo o Ministério da Previdência Social, a queda se deve ao aumento de arrecadação, que ficou em R$ 163,3 bilhões no ano passado, e às medidas de gestão que reduziram o ritmo de crescimento das despesas, fechando 2008 com R$ 199,5 bilhões.

Dezembro

O valor líquido arrecadado em dezembro de 2008 atingiu R$ 22,964 bilhões, um crescimento de 68,9% na comparação com os R$ 13,598 bilhões de novembro do mesmo ano. Já as despesas com benefícios previdenciários alcançaram R$ 21,226 bilhões, correspondendo a um avanço de 19% também em relação ao penúltimo mês do ano.

PUBLICIDADE

No confronto com dezembro do ano de 2007, quando a arrecadação atingiu R$ 21,113 bilhões, o crescimento foi menor, de 8,8%. Em contrapartida, as despesas, que foram de R$ 25,251 bilhões em dezembro de 2007, caíram 15,9%.

Assim, o total de recursos que faltaram para equilibrar as receitas e despesas da Previdência Social no mês de dezembro foi de R$ 1,737 bilhão, 142% a menos do que o apurado em período equivalente de 2007.

Benefícios

Em dezembro de 2008, o governo federal pagou 22,776 milhões de benefícios, um acréscimo de 3,2% em comparação a dezembro de 2007.

O valor médio dos benefícios e aposentadorias pagos durante o ano de 2008 chegou a R$ 665, 27, o que representa um aumento real de 15,9% em relação ao ano de 2000.

Entre os beneficios pagos pelo INSS no último mês de 2008, 68,3% possuíam o valor de até um salário mínimo, o que representa 17,8 milhões de beneficiários diretos.