Previdência Social: mais de 17 mil benefícios são suspensos em novembro

Segurados da Previdência têm um prazo de 60 dias para sacar seus benefícios. Se não houver saque, o pagamento é devolvido ao INSS

SÃO PAULO – Em novembro, 17.392 benefícios da Previdência Social foram suspensos por não serem sacados no prazo máximo de 60 dias.

De acordo com a Previdência Social, os benefícios que não forem sacados até este prazo são devolvidos pelo banco ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

A medida foi criada para evitar o pagamento indevido e qualquer tentativa de fraude, como o saque do benefício de segurado já falecido.

PUBLICIDADE

No mês, o INSS pagou mais de R$ 24,976 bilhões para 20.438.745 beneficiários da área urbana e R$ 6,429 bilhões para 8.562.351 segurados da área rural.

Não sacou, e agora?
Quem não sacou o benefício no prazo de 60 dias não perde direito a ele. O INSS bloqueia o pagamento até o beneficiário regularizar sua situação. Para poder sacar, é preciso que o segurado vá até uma Agência da Previdência Social para reativar o depósito.

Para fazer o desbloqueio do cartão na Agência, o beneficiário deve apresentar documento de identificação com foto, como carteira de identidade ou de motorista.

Segurança – cartão magnético
No caso dos beneficiários receberem o benefício por cartão magnético, é importante ficar atento às normas de segurança. Em hipótese alguma o segurado deve fornecer senha para terceiros. As senhas, por sua vez, não devem ser previsíveis, como os números da data de nascimento, de telefone ou qualquer outro dígito ligado diretamente ao portador.

Nunca peça ajuda a pessoas estranhas e, em caso de dúvida, procure sempre por um funcionário do banco.