Previdência faz campanha para estimular adesão ao Plano Simplificado

Foco é em autônomos e trabalhadores de baixa renda; plano não permite aposentadoria por tempo de contribuição

SÃO PAULO – Desde o último dia 18 de agosto, a Previdência Social promove campanha publicitária em rádio e televisão para estimular os trabalhadores a aderirem ao Plano Simplificado de Inclusão Previdenciária.

As peças estão sendo veiculadas em todo o país, em programas de grande audiência, nos quais os apresentadores falam sobre o Plano Simplificado diretamente com o Telespectador.

No total, são 94 inserções em programas televisivos e 19.844 inserções nas emissoras de rádio das capitais e em cidades de grande concentração populacional.

Beneficiados

O Plano Simplificado de Inclusão Previdenciária é destinado principalmente para pessoas que trabalham por conta própria, como autônomos, ambulantes e feirantes, além de trabalhadores de baixa renda.

Além destes, quem tem dificuldade em pagar a Previdência por um período, mas não quer deixar de contribuir, bem como donas de casa e estudantes acima de 16 anos podem optar pelo plano.

Inclusão

A inclusão pode ser feita ligando-se de um telefone fixo ou público para a Central 135 (ligação gratuita) ou pela internet (www.previdencia.gov.br). Para quem já tem inscrição no INSS, basta colocar o NIT (Número de Inscrição do Trabalhador) ou o número do PIS/Pasep na GPS (Guia da Previdência Social).

Ao decidir pela alíquota reduzida (11% do salário mínimo), o contribuinte deve ficar atento aos prazos, pois a data limite para pagamentos será o dia 15 do mês subseqüente ao ingresso. Após o primeiro pagamento, ele pode optar pelo pagamento mensal ou trimestral.

Com o Simplificado, o contribuinte não pode se aposentar por tempo de contribuição. Caso o trabalhador opte pela alíquota reduzida e depois queira contar esse período para obter uma aposentadoria por tempo de contribuição, deve complementar a contribuição dos meses que pagou 11%, pagando mais 9% sobre o salário mínimo, acrescido de juros de mora.