MERCADOS AO VIVO Renda Cidadã será apresentado dentro da PEC emergencial e não vai furar o teto de gastos, diz líder do governo na Câmara

Renda Cidadã será apresentado dentro da PEC emergencial e não vai furar o teto de gastos, diz líder do governo na Câmara

Prepare o emocional para o processo de seleção a uma vaga de emprego

O nervosismo é natural, já que a pessoa estará lidando com uma situação nova e desconhecida, mas é preciso controlá-lo

SÃO PAULO – A aparência ganha atenção redobrada quando se participa de um processo seletivo para trabalhar em uma empresa. Porém, tão importante quanto isso é cuidar do emocional, que pode colocar tudo a perder. Quem nunca falou mais do que devia porque estava nervoso? Em entrevistas e exposições em grupo, não poderia ser diferente.

Para a psicóloga e psicoterapeuta Clarice Barbosa, um pouco de tensão é natural antes de participar de um processo seletivo, uma vez que a pessoa estará lidando com uma situação nova e desconhecida. Mas é preciso ter controle. “Quando se está empregado e quer sair da empresa, isso é mais tranquilo do que quando se está desempregado, quando há uma maior expectativa”, explicou.

E é exatamente a expectativa que deve ser trabalhada neste momento. Não coloque tanta importância neste processo seletivo, por mais que ele tenha um papel fundamental em sua vida, e pense no que fará, caso não seja aprovado. “O excesso de expectativa faz com que, depois, a pessoa tenha de trabalhar com a frustração e a autoestima baixa”.

PUBLICIDADE

Antes do processo
Para cuidar do emocional antes do processo seletivo, primeiro é preciso fazer um trabalho de autoconfiança. De que forma? Revendo o currículo, as experiências pelas quais já passou e olhando para ele de uma forma positiva. “A tendência das pessoas é ir para a empresa com a autoestima baixa e desvalorizando o trabalho que já fizeram.”

O interessante, para trabalhar a insegurança, é fazer uma versão de seu currículo mais aprofundada para você mesmo, tentando colocar aquilo que certamente será questionado na entrevista de emprego. “Uma pessoa muito insegura profissionalmente fica mais ansiosa neste momento”.

Além de questões relacionadas ao currículo, é importante se planejar para o processo seletivo, o que ajuda a lidar com as emoções na hora H. Dormir bem à noite, não beber no dia anterior, alimentar-se corretamente e fazer atividade física ajudam a pessoa a preparar o corpo e a mente para as entrevistas pessoais e dinâmicas em grupo.

Uma questão que não deve ser deixada de lado é o tempo. Planeje o dia em que terá de ir até a empresa. Que horas sairá de casa? Qual o trajeto que fará até a companhia? Irá de carro, ônibus, táxi? Tirou dinheiro para pagar estacionamento? Quanto menos decisões para tomar de última hora, melhor.

Afinal, imprevistos abalam o emocional, por mais que você não perceba isso. Imagine se você chega atrasado à entrevista? Certamente estará mais afobado e ansioso! Se algo assim acontecer, Clarice indica que o profissional trabalhe a respiração e movimentos corporais que relaxam.