Mobilidade

Prefeitura de SP procura hackers para melhorar trânsito; salário chega a R$ 5,9 mil

Hackers deverão desenvolver novos softwares e aperfeiçoar os já existentes para ajudar a gerenciar o tráfego na cidade

SÃO PAULO – A SPTrans, junto com a CET, irá inaugurar na próxima quarta-feira (20) o Laboratório de Mobilidade, onde hackers convocados pela Prefeitura, irão trabalhar para melhorar o trânsito da cidades.

Os hackers deverão desenvolver novos softwares e aperfeiçoar os já existentes para ajudar a administração a encontrar melhores saídas para gerenciar o tráfego na cidade. Além disso, eles irão trabalhar em cima de equipamentos eletrônicos, como câmeras, placas e semáforos, espalhados pela capital para transformá-los em ferramentas mais interativas e eficientes.

O salário dos hackers irá variar de R$ 351,90 a R$ 5,9 mil, que dependerão das qualificações de cada um e os recursos serão gerenciados pela USP, através da Fundação USP.

PUBLICIDADE