Postura do executivo influencia nas ações da empresa de capital aberto

Na dúvida a respeito de uma declaração, quando não se sabe se ela irá influenciar positiva ou negativamente, não diga nada

SÃO PAULO – “Os executivos influenciam na performance da empresa na Bolsa, sobretudo por meio de comentários, por isso é essencial não dar declarações que promovem a especulação própria do mercado“, diz a professora de liderança e responsabilidade social do MBA da Trevisan Escola de Negócios, Lilian Graziano.

A recomendação é usar a inteligência emocional. “A economia é movida pelo ‘psicológico’ das pessoas. Isso pode ser constatado pela maneira como são descritas as situações econômicas. Dizem que o mercado está apreensivo, otimista, cauteloso, etc… São todos adjetivos usados, na realidade, quando nos referimos às pessoas.”

Outro fator para quedas e altas nas ações é a saída de um executivo. Quando os investidores julgam que ele era o responsável pelo crescimento da empresa, há baixa, mas quando ele era o causador dos problemas, há alta. Da mesma maneira, a entrada de um executivo com bastante experiência pode fazer com que as ações subam da noite para o dia.

O profissional do relacionamento

PUBLICIDADE

Conclusão: o que provoca variação no mercado é a percepção do ser humano. Por isso, hoje, muitas companhias de capital aberto possuem uma pessoa responsável pelo relacionamento com o investidor. Com ela, ficam centralizadas todas as informações, para que possa intermediar os interesses da empresa e do investidor.

A exigência é que esse profissional conheça o mercado e tenha habilidade de se relacionar com as pessoas. “Mas é um perfil extremamente difícil de encontrar. Não é à toa que esses executivos têm salários de até R$ 18 mil”, comenta Lilian.

O que dizer

Os atos antiéticos sempre implicam a queda nas ações da empresa, vide casos que aconteceram recentemente com grandes empresas no Brasil. Portanto, o executivo nessa posição deve ser cauteloso, na hora de tomar decisões, e priorizar sempre o politicamente correto.

A última dica é: na dúvida a respeito de uma declaração, ou seja, quando não se sabe se um comentário irá influenciar positiva ou negativamente, não diga nada.