Portal do MTE ajuda a recolocar desempregados no mercado de trabalho

Por meio do portal, o trabalhador que entrar com pedido de seguro-desemprego será encaminhado para cargos disponíveis

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ministério do Trabalho e Emprego lançou no início desta semana o Portal Mais Emprego. Por meio do site maisemprego.mte.gov.br, o trabalhador poderá fazer consultas, ter informações sobre seu seguro-desemprego e inscrever-se para vagas do Sine (Sistema nacional de Emprego).

Por meio desse sistema, o ministério ampliará a intermediação de mão de obra para quem solicita o seguro-desemprego. Ao mesmo tempo em que entrar com o pedido do benefício, o trabalhador será encaminhado para vagas de emprego disponíveis, condizentes com sua ocupação anterior e com salário igual ou superior.

O trabalhador que recusar a vaga sem justificativa legal terá o seguro-desemprego cancelado. Caso o trabalhador seja convocado e não atenda a convocação por três vezes consecutivas, também terá o beneficío cancelado. Se não houver vagas disponíveis, o trabalhador desempregado poderá receber o seguro.

Aprenda a investir na bolsa

“No mundo todo é assim. Em países como a França, a pessoa só recebe o benefício se estiver procurando se recolocar no mercado. E a lei que regulamenta o programa seguro-desemprego já prevê que ele pague o benefício, mas faça a recolocação do trabalhador no mercado e promova a qualificação profissional”, afirmou o diretor de Emprego e Salário, Rodolfo Torelly.

Portal
O projeto piloto do Portal foi realizado na Paraíba, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre e nas cidades de Belo Horizonte e Uberaba, em Minas Gerais.

A segunda fase de implantação será realizada no Amapá e no Espírito Santo, neste mês. Em abril, o projeto será levado ao Piauí e Ceará. A previsão é que, até o fim deste ano, todos os estados estejam com o sistema funcionando.