Confira

PIS/Pasep: novo prazo para saque do abono salarial começa nesta quinta-feira

Quem ainda não sacou o dinheiro pode fazê-lo até 8 de dezembro

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O novo prazo para o saque do abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2016 começa a valer nesta quinta-feira (26). Quem ainda não sacou o dinheiro pode fazê-lo até 8 de dezembro. 

O benefício, que começou a ser pago em julho de 2017, deveria ter sido sacado até 29 de junho, mas por conta da quantidade de pessoas que ainda não compareceram às agências bancárias, a data foi prorrogada no último dia 11. 

De acordo com o Ministério do Trabalho, cerca de 2 milhões de trabalhadores ainda não sacaram o benefício, número que representa 7,97% do total de beneficiários. O valor pode chegar ao de um salário mínimo e os recursos que não forem sacados vão retornar ao governo. 

PUBLICIDADE

Vale lembrar, que o abono salarial é diferente da cota do fundo PIS/Pasep que começou a ser paga na última segunda-feira (18) e contém o dinheiro que foi depositado pelos empregadores da iniciativa privada e do setor público em nome dos trabalhadores entre 1971 e 1988. 

Quem tem direito?

Pode sacar o PIS/Pasep quem trabalhou formalmente por pelo menos um mês em 2016, com salário médio de até dois salários mínimos. É preciso também que o trabalhador esteja inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido os dados informados corretamente pelo empregador. 

O valor do abono salarial é proporcional ao tempo de serviço do trabalhador no ano-base em questão. O cálculo corresponde ao número de meses trabalhados em 2016 multiplicado por 1/12 do valor do salário mínimo vigente na data do pagamento. Em outras palavras, o valor pode variar entre R$ 80 e R$ 954: quem trabalhou durante todo o ano recebe o valor cheio e quem trabalhou por 30 dias recebe o valor mínimo.

Como consultar?

Funcionários de empresas privadas são vinculados ao PIS e sacam a quantia na Caixa Econômica Federal. A consulta pode ser feita pela internet mediante apresentação do número do PIS e uma senha, que pode ser cadastrada no momento da consulta. 

Os funcionários públicos, por sua vez, são vinculados ao Pasep e recebem o dinheiro pelo Banco do Brasil. O saldo pode ser consultado através do aplicativo do banco (BB Pasep). 

Quer investir o seu dinheiro do PIS/Pasep? Abra uma conta na XP