PIS: abono salarial referente a 2006 pode ser sacado até o dia 30 de junho

Quem não fazê-lo perde o direito ao benefício, sendo que o dinheiro é devolvido ao FAT, que custeia o programa

SÃO PAULO – Os quase 700 mil trabalhadores que ainda não sacaram o pagamento do PIS (Programa de Integração Social) referente ao ano de 2006 podem fazê-lo até o próximo dia 30 de junho deste ano.

Vale lembrar que quem não sacar o abono salarial dentro do prazo perde o direito ao benefício, sendo que o dinheiro é devolvido ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), que custeia o programa.

Quem tem direito

Conforme divulgou a Agência Brasil, tem direito ao PIS o trabalhador que foi cadastrado no programa até 2002, recebeu em média dois salários mínimos mensais e trabalhou pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, em 2006, com carteira assinada por empregador contribuinte.

PUBLICIDADE

Quem ainda não recebeu o abono salarial pode procurar qualquer casa lotérica, estabelecimentos comerciais identificados pelo Caixa Aqui e terminais de auto-atendimento, se tiver o Cartão-Cidadão.

Caso não tenha, deve ir a uma agência da Caixa Econômica, levando a documentação pessoal e o número do PIS e pedir a emissão do cartão, o que pode ser feito também pelo telefone 0800 726 0101.

Recebimento

De acordo com o gerente de Padrões e Planejamento da Caixa, José Geraldo Gonçalves, é importante que o trabalhador verifique se recebeu o abono salarial. “Isso porque o pagamento começou em agosto do ano passado e vai terminar agora em junho, então, toda vez que vira o ano gera a expectativa de um novo benefício”.

Neste ano, deve ser pago o maior valor da história dos benefícios: serão liberados R$ 11,91 milhões de abono salarial, 21% a mais do que no exercício passado.