Pesquisa revela as cinco qualidades do supervendedor

Enquanto alguns dizem que é preciso ter dom, outros apostam no estímulo e aprendizado para ser um "supervendedor", que é a união destes aspectos

SÃO PAULO – Para ter sucesso em determinadas áreas do mercado de trabalho, como no comércio, é preciso saber vender, o que pode se tornar difícil se o profissional não tiver qualidades básicas, como simpatia, por exemplo.

Alguns dizem que é preciso nascer com o dom para as vendas enquanto outros apostam que o estímulo e aprendizado podem fazer o bom vendedor. Para quem quer se tornar um “supervendedor”, no entanto, é preciso ter talento e ainda praticar.

Cinco qualidades

De acordo com pesquisa realizada pela consultoria Caliper, o “supervendedor” nasce da combinação de cinco qualidades imprescindíveis. Para identificar se você já chegou a esta fase ou tem muito ainda a caminhar, veja quais são estas características:

  • 1- Alta empatia: Isto significa saber pressentir as reações do cliente, sentindo as sutis dicas que ele emite na hora da negociação e qual caminho a seguir;
  • 2 – Motivação para convencer as pessoas: Quem possui esta qualidade tende a se sentir motivado a persuadir as pessoas a comprar as suas idéias, e fará tudo para que isso ocorra;
  • 3 – Disciplina: Faz com que as pessoas busquem suas metas sem que seja necessário serem consultadas a todo o momento;
  • 4 – Orientação para o atendimento: Sente-se motivado em satisfazer o cliente;
  • 5 – Lidar de maneira positiva com objeções: É imprescindível, para que o vendedor se recupere das rejeições e dos “nãos” comumente na atividade de vendas.

Sucesso!

PUBLICIDADE

O profissional que possui estas qualidades terá mais chances de se tornar um “supervendedor”. Além disso, quem busca uma posição no mercado de trabalho, na área de vendas, deve ressaltá-las em entrevistas, para aumentar as chances de contratação.