Pesquisa mostra escassez de profissionais de tecnologia de rede no Brasil

Dados revelam déficit de 44 mil profissionais até 2010. O valor corresponde a 30% de toda a demanda

SÃO PAULO – O avanço da tecnologia sem fio no Brasil pode ser prejudicado por um problema do mercado de trabalho: a falta de profissionais para atuar no setor de tecnologia de redes. O fato deve ser analisado com atenção por quem está em início de carreira, já que mostra uma área que representa oportunidades.

Pesquisa realizada pelo IDC, com patrocínio da Cisco, revelou um déficit de 44 mil profissionais com conhecimento de tecnologia de redes no Brasil até 2010. O valor corresponde a 30% de toda a demanda necessária. O problema se agrava quando analisados os setores de telefonia IP, soluções sem fio e segurança da rede.

A escassez de profissionais na área de redes sem fio será de 26% em 2010. No caso da telefonia IP, o déficit será de 41%, enquanto em segurança de redes, de 40%.

Função

PUBLICIDADE

As redes com base na internet formam a infra-estrutura necessária para integrar serviços de voz, vídeo e dados, dando mobilidade às empresas, governos e consumidores. Das empresas que fornecem estes serviços, 44% disseram ser difícil encontrar profissionais com qualificação técnica.

“Este estudo é um apelo por uma ação imediata do Governo e dos educadores, para que trabalhem juntos e enfrentem o problema. Ações estratégicas de treinamento e desenvolvimento são urgentes para garantir que o país e as empresas continuem a se beneficiar da adoção de tecnologias”, disse o presidente da Cisco no Brasil, Pedro Ripper.

O estudo foi realizado com 8,2 mil gerentes de TI de empresas de todos os setores e tamanhos, incluindo governo, telecomunicações, saúde, educação e comércio.

Dados

Confira abaixo outros resultados da pesquisa:

  • Menos de 20% das empresas latino-americanas têm profissionais com algum nível de certificação Internetworking;
  • Mais de 44% dos entrevistados parecem estar dispostos a terceirizar o serviço de telefonia e rede IP, mais do que qualquer outra tecnologia;
  • Funcionários de 40% de todas as empresas pesquisadas já utilizaram a rede como uma ferramenta de acesso remoto de sistemas internos;
  • Nos sete países analisados (Argentina, Colômbia, Chile, Costa Rica, Venezuela, Brasil e México), 97% dos entrevistados acreditam que suas redes terão cada vez mais importância no futuro;
  • A rede é uma plataforma importante para compartilhar processos, de acordo com 35% dos entrevistados.